'Faço porque eu amo, tenho muita paixão. Assim que pego na pá, sinto algo que não pode ser traduzido em palavras', comenta escultor

BBC

Artistas no nordeste da China enfrentam temperaturas de até -30º C para criar esculturas de gelo. Mesmo diante de condições adversas, os artistas não cessam de trabalhar e esperam criar a maior escultura de cavalos já feita. A megaescultura mostra uma manada de cavalos.

Inverno:  Frio congela água e cria esculturas de gelo na costa da China

Recentemente, os escultores também cavaram no gelo uma outra obra que reproduz uma igreja, em tamanho natural e rica em detallhes. ''Procuro proteger meu rosto o máximo possível. O forte frio e os raios ultravioletas refletidos no gelo fazem o rosto doer e queimam a pele'', afirma o artista Li Shenglong.

Li conta que sua pele só se recuperará plenamente cerca de duas semanas após ele ter voltado para casa, mas ele não desanima diante dos sacrifícios. "Faço porque eu amo, tenho muita paixão. Assim que pego na pá, sinto algo que não pode ser traduzido em palavras'', comenta.

Assista ao vídeo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.