Proibição de maconha medicinal em Los Angeles provoca polêmica

Autoridades dizem que cidade não consegue mais controlar a venda de droga e fecha farmácias 'especializadas'

BBC Brasil |

BBC

Desde 1996, uma lei no Estado americano da Califórnia permite que pacientes comprem a substância para uso medicinal, mediante a apresentação de receita. Mas nas próximas semanas, milhares de farmácias especializadas em maconha serão fechadas.

A cidade de Los Angeles passou uma lei proibindo esse tipo de atividade. O argumento é que as autoridades não conseguem mais controlar a venda de maconha legalizada.

Leia também: Roma encontra plantação de maconha em túnel da era Mussolini

Saiba mais: Presidente do Uruguai envia projeto sobre maconha ao Parlamento

Não há estatísticas oficiais sobre o mercado de maconha nos Estados Unidos, mas estima-se que só na Califórnia os valores podem chegar a até US$ 5 bilhões por ano.

O supremo tribunal estadual da Califórnia ainda precisa decidir se a palavra final sobre o assunto cabe à cidade de Los Angeles ou ao governo do Estado. Mas essa decisão só deve sair depois do dia 3 de setembro, quando as farmácias especializadas em maconha começarão a ser fechadas.

Veja o vídeo:

    Leia tudo sobre: maconhacalifórnialos angeleseuadrogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG