Tamanho do texto

Nível foi rebaixado neste domingo, passando de tempestade tropical para depressão tropical; mortos estão nos estados da Carolina do Norte e do Sul

Tempestade tropical Florence deixa rastro de destruição por diversas cidades dos estados da Carolina do Norte e do Sul
Reprodução/NDTV
Tempestade tropical Florence deixa rastro de destruição por diversas cidades dos estados da Carolina do Norte e do Sul

A Florence enfraqueceu-se para depressão tropical neste domingo (16) enquanto segue para o interior dos Estados Unidos, ainda apresentando uma poderosa mistura de vento e chuva nas Carolinas do Norte e do Sul. O número de mortos foi atualizado hoje, subindo para 13 pessoas. 

Anteriormente, Florence foi classificado como furacão de categoria 1 e, depois, como  tempestade tropical . Ontem, o governador da Carolina do Norte, Roy Cooper, alertou que "o perigo de inundação por causa da tempestade é mais imediato hoje do que quando atingiu o continente, há 24 horas".

"Nós enfrentamos paredões de água em nossas costas, ao longo de nossos rios, em nossas terras agrícolas, em nossas cidades”, completou.   

O centro da depressão tropical se movimenta para o interior da Carolina do Sul, mas grande parte das chuvas continua em território da Carolina do Norte, o que pode causar enchentes nas comunidades locais. Ainda de acordo a CNN , inundações poderosas são esperadas nos dois estados, em cidades interioranas como Conway, próxima a Myrtle Beach.

Leia também: "A casa é tudo o que temos", diz americano obrigado a evacuar devido a furacão

A tempestade chegou ao país na manhã dessa sexta-feira (14) como furacão de categoria 1, atingindo a Carolina do Sul. Mais de 964 mil pessoas ficaram sem energia elétrica ontem em diversas cidades desse estado. Muitas pessoas ficaram ilhadas em suas casas – enquanto equipes de socorro tentavam ajudar cidadãos ao lado de profissionais de emergência ‘emprestados’ de outros estados do país.

Vítimas fatais da tempestade tropical Florence

Perigo de inundação por causa da tempestade Florence é mais imediato hoje do que quando atingiu o continente
Reprodução/Nasa
Perigo de inundação por causa da tempestade Florence é mais imediato hoje do que quando atingiu o continente

As vítimas fatais estavam, em sua maioria, no estado da Carolina do Norte. Do total até agora relatadas, oito pessoas já foram identificadas. Uma mulher e o filho bebê morreram após uma árvore atingir a casa onde estavam em Wilmington, na Carolina do Norte, confirmou a polícia local. O pai da família está ferido e foi hospitalizado.

Leia também: Aquários são abandonados com aproximação do furacão nos EUA

Já no condado de Lenoir, também na Carolina do Norte, dois homens morreram. Um deles foi eletrocutado enquanto ligava um gerador, e o outro foi morto do lado de fora de casa, enquanto checava o estado de seus cachorros.

Em Wayne County, um homem de 81 anos caiu e bateu a cabeça enquanto arrumava suas casas para evacuar. Um casal também morreu em um incêndio em casa no condado de Cumberland.

E na Carolina do Sul, uma mulher de 61 anos morreu depois de o carro em que estava ter sido atingido por uma árvore.

Estado de emergência em diversos locais

A tempestade tropical Florence chegou ao país na manhã dessa sexta-feira (14) como furacão de categoria 1
Reprodução/National Weather Service
A tempestade tropical Florence chegou ao país na manhã dessa sexta-feira (14) como furacão de categoria 1

Oficiais em diversas localidades do país declararam estado de emergência, incluindo Carolina do Sul e do Norte, Georgia, Virginia e Maryland, onde as áreas costeiras ainda se recuperam das tempestades de verão.

Florence é uma depressão tropical – de um total de quatro tempestades nomeadas no Atlântico. Segundo previu o Centro Nacional de Furacões, o fenômeno iria passar pelo estado da Carolina do Sul, quando seria rebaixado e, depois, se dirigiria ao norte, em direção ao Vale do Ohio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.