David Clark afirmou que a ex-companheira Melanie o humilhava por conta do tamanho do pênis dele, além de desconfiar que ela o traía com uma mulher; caso ocorreu em 2017 e andamento da sentença ocorre em julho

David Clark, de 49 anos, matou a esposa Melanie após uma discussão em que ela zombou do tamanho do pênis dele
Reprodução/Facebook
David Clark, de 49 anos, matou a esposa Melanie após uma discussão em que ela zombou do tamanho do pênis dele

Um agente imobiliário será condenado à prisão após esfaquear a esposa até a morte na Inglaterra. David Clark, de 49 anos, afirmou que a ex-companheira Melanie, de 44, humilhava-o por conta do tamanho do pênis dele, além de desconfiar que ela o traía com outra mulher. O caso ocorreu em dezembro do ano passado e foi retomado pela mídia local devido ao andamento na sentença do suspeito.

Leia também: Pênis gigante desenhado em lago seco da Austrália pode ser visto até do espaço

De acordo com o jornal Metro , no tribunal, Clark disse que o crime foi cometido logo depois de uma discussão, em que Melanie “riu e fez piadas sobre o tamanho do pênis dele”. O homem alegou ter se aborrecido com a atitude, cravando uma faca no peito da britânica e a deixando sangrar até a morte no chão da casa onde moravam, em Stoke Prior.

“Ele tinha complexo com o tamanho do pênis”, alegou júri no tribunal

O promotor Benjamin Aina apontou que os Clark estavam casados há dez anos, e que possuíam um relacionamento turbulento, que se complicou ainda mais após o marido passar a desconfiar que Melanie mantinha um caso amoroso com Katie Bastians, de 31 anos, amiga do casal.

Leia também: Homem estrangula namorada por "medo do pênis do ex ser maior que o seu"

Segundo Aina, depois de várias discussões, a mulher passou a demonstrar insatisfação, alegando aos amigos que “não estava feliz com o casamento”. Bastians compareceu na Corte de Birmingham Crown, na última semana, alegando que David Clark “era possessivo e se incomodava com a amizade que ela e a vítima haviam construído”.

“Eu dormi na casa deles um dia, Melanie e eu dividimos o mesmo quarto. Nós demos boas risadas e conversamos bastante. Tenho a impressão que, desde aquele dia, David passou a implicar comigo”, disse.

Na noite do assassinato, Clark e Melanie estavam festejaram o Ano Novo na casa de um amigo, e, quando retornaram para a residência, passaram a discutir sobre a amizade das britânicas. As investigações policiais apontaram que, após a briga, Melanie afirmou que pediria o divórcio e que gostaria que David deixasse a casa pela manhã.

Leia também: Indiana corta e 'descarta' pênis do marido por desconfiar que está sendo traída

Clarck ressaltou que “se sentiu rejeitado com a declaração da esposa, relembrando de seus comentários sobre o tamanho do pênis dele e que, quando notou, já havia a esfaqueado”. Ele expôs que, depois de cometer o crime, tentou se matar inalando gás de cozinha, mas que em seguida desistiu e ligou para a polícia, confessando o crime. David Clark será julgado no dia 12 de julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.