Após ouvir que seu país seria 'destruído' pelo presidente dos EUA, o norte-coreano disse que 'definitivamente, domará com fogo esse americano senil mentalmente perturbado'; Trump já respondeu às ameaças pelo seu Twitter

Trump respondeu às ameaças de Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, nesta sexta-feira, no Twitter
iG São Paulo
Trump respondeu às ameaças de Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, nesta sexta-feira, no Twitter

Às vésperas da data em que numerólogos afirmam que será o fim do mundo , o clima entre o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, esquentou como nunca antes. Na noite desta quinta-feira (21), a Coreia do Norte ameaçou detonar uma bomba no Pacífico. Trump, por sua vez, não recuou com a ameaça e disse que o líder norte-coreano 'será testado como nunca antes'.

A lenha da fogueira que acendeu nesta sexta-feira (22) foi o discurso de Donald Trump na Assembleia Geral das Nações Unidas. Na ocasião, o norte-americano ameaçou destruir totalmente o país asiático. Em resposta, Kim Jong-un disse que Trump, pagará muito caro por seu "excêntrico" discurso.

"Estou pensando agora em que resposta ele estaria esperando quando permitiu que essas excêntricas palavras saíssem de sua boca", afirmou Kim em comunicado divulgado em inglês pela agência de notícias norte-coreana KCNA .

"Agora, Trump insultou a mim e ao meu país diante dos olhos do mundo e fez a mais feroz declaração de guerra da história, de que ele destruiria a República da Coreia do Norte", completou Kim, retribuindo as ameaças na sequência. "Definitivamente, domarei com fogo esse americano senil mentalmente perturbado", afirmou Kim Jong-un.

Leia também: Na ONU, Trump ameaça destruir Coreia do Norte e critica socialistas e comunistas

Pouco após a divulgação das palavras do líder, o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho – que está em Nova York para participar da Assembleia da ONU –, comentou que a resposta à qual Kim se refere poderia ser o lançamento de uma bomba nuclear no Oceano Pacífico como teste. "Poderia se tratar da mais poderosa das detonações de uma bomba H no Pacífico", disse o ministro.

O discurso do líder norte-coreano na Assembleia da ONU está marcado para este sábado. 

Resposta de Trump

As ameaças de Kim Jong-un, porém, não parecem assustar o magnata americano. Isso porque Trump respondeu, na manhã desta sexta-feira (22), em sua conta do Twitter, que Kim é um "louco" e que "será testado como nunca antes".

"Kim Jong-un da Coreia do Norte, que é obviamente um louco que não se importa de fazer seu povo passar fome ou matar sua gente, será testado como nunca antes!", escreveu o norte-americano.

Os norte-coreanos, entretanto, não parecem levar Trump a sério. Afinal, na última quarta-feira, o ministro Ri Yong-ho  comparou as declarações do presidente norte-americano a ameaças de quem apenas “late”. 

“Há o ditado de que a caravana passa e os cães ladram. Se querem nos ameaçar com um latido, estão tendo claramente um sonho de cachorro”, afirmou Ri Yong-ho, em Nova York, sobre Donald Trump.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.