Morte de menino desaparecido durante atentado em Barcelona é confirmada

Julian Cadman, de 7 anos, foi confirmado como uma das vítimas fatais do ataque em Las Ramblas; ele tinha dupla nacionalidade inglesa e australiana
Foto: Reprodução/Facebook
Família de Julian Cadman divulgou foto do menino nas redes sociais afirmando que não tinha conseguido encontrá-lo

A polícia catalã confirmou, na tarde deste domingo (20), que o menino Julian Cadman, de 7 anos – desaparecido desde o atentado terrorista que matou 14 pessoas em Barcelona, na última quinta-feira (17) – também foi morreu no ataque.

Leia também: Menino de 3 anos e turistas de 34 países: veja as vítimas do ataque em Barcelona

Julian Cadman tinha dupla nacionalidade inglesa e australiana. Ele e sua mãe estavam no local do atentado terrorista, quando a confusão os separarou. Desde então, a sua família vinha buscando por informações, com diversos apelos nas redes sociais e a ajuda da polícia.

Após a notícia da morte do garoto, familiares disseram que irão se "lembrar do seu sorriso e guardar sua memória no coração".

Leia também: Ataque a facadas deixa ao menos dois mortos e vários feridos na Finlândia

Apesar da pouca idade, o australiano não foi a vítima mais jovem do atentado. A mais nova é uma menina, cujo nome não foi revelado pela polícia, de apenas três anos. Ela morava em Llimiana e passeava com familiares pelo local.

34 nacionalidades, 14 mortos, mais de 130 feridos

Turistas de pelo menos 34 nacionalidades diferentes estão entre as vítimas do atentado. Mais de 130 pessoas ficaram feridas e outras 14 e foram mortas atropeladas por uma van que avançou em ziguezague contra os pedestres na aveninda Las Ramblas, ponto turístico de Barcelona.

A Itália confirmou que dois mortos são cidadãos do país e que há outros três italianos entre os feridos. O vice-premier da Bélgica, Didier Reynders, também veio ao público para confirmar a morte de uma cidadã belga. Segundo o jornal El País , uma cidadã portuguesa também está entre as vítimas fatais e o espanhol Francisco Lopez Rodríguez, 60 anos, teria morrido na ação. A mídia alemã fala em até três mortos da nação no atentado.

Segundo a BBC, entre os países com vítimas, estão: Alemanha, Argentina, Argélia, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Colômbia, Cuba, Egito, Equador, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, França, Grécia, Holanda, Honduras, Hungria, Irlanda, Itália, Kuwait, Macedônia, Marrocos, Mauritânia, Paquistão, Peru, Reino Unido, República Dominicana, Romênia, Taiwan, Turquia e Venezuela. O Itamaraty informou que não há informações de brasileiros atingidos pelo atentado terrorista. 

Leia também: Presos, suspeitos e vítimas: o que se sabe até agora sobre o ataque em Barcelona

A mãe de Julian Cadman, o australiano que foi confirmado morto neste domingo, está internada em estado grave. 

* Com informações da Agência Ansa.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-08-20/julian-cadman-atentado-barcelona.html