A dez dias de entregar o cargo a Donald Trump, Barack Obama adotou um discurso positivo e otimista para uma plateia de 20 mil pessoas em Chicago

Barack Obama se despede do cargo da presidência dos Estados Unidos
Reprodução/Facebook The White House
Barack Obama se despede do cargo da presidência dos Estados Unidos


Na noite desta terça-feira (10), Barack Obama fez seu último discurso como presidente dos Estados Unidos no McCormick Place, na cidade de Chicago, para uma plateia de 20 mil pessoas. A dez dias de entregar o cargo a Donald Trump, o democrata adotou um tom positivo e otimista em sua fala, transmitida ao vivo pela televisão, com duração de 54 minutos.

LEIA TAMBÉM: Reunião no Peru, Apec marca último compromisso internacional de Obama  

Obama abriu seu discurso agradecendo às mensagens positivas que tem recebido nesta reta final de mandato. "Eu e Michelle estamos tocados com todos os desejos de felicidade que recebemos nas últimas semanas. Hoje é a minha vez de agradecer. Eu aprendi com vocês a cada dia. Vocês me tornaram um presidente e um homem melhor", declarou. 

O presidente destacou alguns momentos de êxito em seu mandato, citou índices de redução de pobreza e geração de empregos e falou sobre os avanços internacionais, como, por exemplo, o acordo nuclear com o Irã e das relações com Cuba.

"Se eu tivesse dito há oito anos que os Estados Unidos iriam reverter a recessão, renovar a indústria automobilística, iniciar o maior período de criação de empregos, que abriríamos um novo canal com Cuba (...), vocês teriam me dito que o objetivo era alto demais. Mas foi o que fizemos. O que vocês fizeram. Vocês foram a mudança. Por causa de vocês o país é melhor agora do que quando começamos", ressaltou. 

Além disso, em boa parte do discurso, Obama reforçou a importância de o povo acreditar e lutar pela consolidação da democracia americana. "Nossa democracia é ameaçada quando achamos que ela está garantida. Todos nós, independente de partido, deveríamos nos dar a tarefa de reconstruir as instituições democráticas. Nossa constituição é um presente lindo, mas na verdade é só um pedaço de papel, nós, o povo, que damos poder e significado a ela".

LEIA TAMBÉM: Em última viagem como presidente dos EUA, Obama prepara terreno para Trump 

Ainda mostrando estar confiante, Obama incentivou a população a investir no crescimento da nação. "Vocês mudaram o mundo. É por isso que eu saio daqui ainda mais otimista em relação ao país, porque sei que nosso trabalho ajudou e inspirou americanos, principalmente os jovens a acreditar que podem fazer a diferença. Vocês acreditam em um país inclusivo, estão prontos a levar a democracia em frente. O futuro está em boas mãos". 

O presidente americano também falou na transferência do poder, reiterando a importância de se respeitar as diferenças ideológicas. "A transferência de poder tem de ser pacífica. Estou comprometido com o presidente eleito em fazer uma transição o mais suave possível, porque depende de nós assegurar que nossos governos façam as mudanças que restam". 

Presidente abordou racismo e falou de imigrantes em discurso

Obama falou que apesar das mudanças nas relações raciais no últimos 20, 30 anos, por exemplo, ainda há muito o que melhorar. "Permanece uma força muitas vezes divisiva em nossa sociedade. Não estamos onde deveriamos estar, ainda temos trabalho a fazer". 

O presidente também citou a questão dos imigrantes que chegam aos Estados Unidos, dizendo que eles amam o país tanto quanto os americanos. "Se não estivermos dispostos a investir nos filhos de imigrantes diminuímos os prospectos de nossos próprios filhos". Além disso, criticou o fato de muitas pessoas não se permitirem conviver com outras que estejam fora da "bolha" e que muito se reforça as relações entre pessoas que "parecem conosco e que nunca desafiam nossas presuposições". 

Agradecimento especial à Michelle, filhas, vice-presidente e equipe

Obama se emocionou ao citar a esposa, Michelle Obama, já na etapa final de seu discurso, e agradeceu por ter recebido grande ajuda de sua companheira durante os oito anos que ficou no poder. "Você assumiu um papel que não pediu e o abraçou com graça, garra, estilo e bom humor. Você tornou a Casa Branca um lugar que pertence a todos, me deixou orgulhoso e o país também", elogiou.  O presidente também falou das filhas Malia e Sasha: "Tenho orgulho de ser o pai de vocês".

LEIA TAMBÉM: Obama diz que "medo ajudou a alimentar populismo" e favoreceu eleição de Trump 

O democrata fez um agradecimento especial ao vice-presidente, Joe Biden, a quem definiu como um irmão. "Você foi a minha primeira escolha como candidato e a melhor. Amamos você como família".  E também agradeceu pelo apoio e trabalho prestado por sua equipe ao longo dos oito anos. 

Ao final do discurso, Obama citou o slogan de sua campanha de 2008: "Sim, nós podemos. E nós fizemos".