Vítima estava grávida de oito meses; autor do crime e cúmplice foram condenados a 14 anos de prisão em Berlim, na Alemanha

Eren Toben assassinou Maria Peiner, de 19 anos, em uma floresta próxima à capital Berlim
Reprodução/Facebook
Eren Toben assassinou Maria Peiner, de 19 anos, em uma floresta próxima à capital Berlim

Um homem queimou a namorada viva ao descobrir que ela estava grávida de um filho seu em uma floresta nas proximidades de Berlim, na Alemanha. Eren Toben teve a ajuda de um cúmplice para assassinar friamente Maria Peiner, de 19 anos, que estava no oitavo mês de gestação. A dupla foi condenada a 14 anos de prisão.

Toben contou ter conversado com uma conhecida após descobrir a gravidez e que ela lhe aconselhou a praticar o homicídio como solução para o problema, já que, assim, ele estaria “livre para ter uma vida que pudesse controlar”.

De acordo com a investigação, o jovem esfaqueou a vítima antes de jogar gasolina em seu corpo. O juiz afirma que ela possivelmente estava consciente até 30 segundos após as chamas tomarem seu corpo, encontrado no dia seguinte ao crime.

Relembre crimes bárbaros de 2015:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.