Com ventos de 162 km/h e rajadas de até 216 km, tufão Neoguri é um dos mais fortes a atingir as ilhas de Okinawa neste verão

Mulheres seguram guarda-chuvas contra fortes rajadas de vento em rua em Naha, Okinawa, sul do Japão
AP
Mulheres seguram guarda-chuvas contra fortes rajadas de vento em rua em Naha, Okinawa, sul do Japão

Um tufão paralisou os transportes e cortou a luz de milhares nas ilhas de Okinawa, sul do Japão, nesta terça-feira.

2013: Número de mortos por tufão Haiyan chega a 5.500 nas Filipinas

O governo de Okinawa afirmou que há 17 feridos, um deles seriamente. Separadamente, surgiu a informação de que um homem desapareceu de um barco de pesca em mares agitados na costa da ilha de Kyushu, ao norte.

Uma das maiores e mais fortes tormentas a atingir o Japão neste verão (Hemisfério Norte), o tufão Neoguri mantinha ventos de 162 km/h com rajadas de até 216 km no fim do dia, informou a Agência de Metereologia do Japão.

A tormenta está enfraquecendo, mas os metereologistas dizem que sua ampla área e movimento lento poderiam contribuir para o dano potencial. O Japão é relativamente bem preparado para tufões, mas chuvas torrenciais poderiam causar danos maiores se o tufão se mover através do arquipélago japonês como é esperado na quinta ou sexta-feira.

Os aeroportos locais ficaram fechados e quase 600 mil pessoas foram aconselhadas a deixar suas casas, embora muitas não tenham saído, refugiando-se contra os ventos destrutivos, ondas de até 14 metros e aumentos do nível da água que devem se intensificar enquanto a tormenta passa pela principal ilha de Okinawa no entardecer e segue ao norte na direção de Kyushu. Cerca de 100 mil casas continuam sem luz no fim desta terça-feira.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.