Estão na lista Congo, com mais de 3 mil vítimas de 2010 a 2013, e a Síria, onde crianças sofrem abusos de forças do governo

Mais de 38 mil pediram ajuda da ONU após sofrer ataques sexuais ou outro tipo de violência de gênero na guerra da Síria em 2013, relatou o Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa). Segundo a entidade, foi prestado apoio a 33.430 vítimas de violência doméstica, estupro, entre outros crimes, nos primeiros 11 meses de 2013; em dezembro, outras 4,8 mil foram assistidas em locais como Homs e Damasco .

Junho:  Obama pede ao Congresso US$ 500 milhões para rebeldes sírios

Este ano, relatório da ONU sobre o país chamou a atenção para os crimes contra as crianças. Dados de 1º de março de 2011 a 15 de novembro de 2013 mostram que muitas delas foram presas como adultos, torturadas e estupradas pelo regime, principalmente entre 2011 e 2012. Crimes foram cometidos inclusive por forças do governo, como o Exército e serviços de inteligência.  Conheça os países com maior número de casos:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.