Cerca de dez homens encapuzados destruíram parte parte dos vidros do primeiro andar. Grupo assumiu autoria pela internet

Na madrugada desta segunda-feira (12) horário local, a Embaixada brasileira em Berlim foi apedrejada por cerca de dez pessoas encapuzadas. Segundo informa a imprensa alemã, o motivo do ataque seria a realização da Copa do Mundo.

Embaixada do Brasil na cidade de Berlim na Alemanha, é alvo de ataques na madrugada desta segunda-feira (12)
Reynaldo Paganelli/Futura Press
Embaixada do Brasil na cidade de Berlim na Alemanha, é alvo de ataques na madrugada desta segunda-feira (12)

O grupo lançou cerca de 80 pedras e destruiu grande parte dos vidros do primeiro andar do prédio. Em carta divulgada na internet, um grupo anônimo assumiu a autoria do apedrejamento.

"Para chamar a atenção para o que a Copa do Mundo significa e derrubar a Fifa, fizemos uma ação com as armas mais simples do povo, as pedras. Com as mesmas pedras jogadas pelo batalhão de choque, nós demolimos a fachada da embaixada", diz a carta, que ainda contêm as expressões "Não vai ter Copa" e "Vai ter revolta".

Veja fotos do protesto contra a realização da Copa do Mundo no Brasil

Política: Governo monta esquema de guerra para garantir segurança na Copa

Ativistas: Movimentos sociais planejam protestos unificados durante a Copa do Mundo

Segundo o jornal alemão Bild, 31 vidraças foram quebradas. Os responsáveis fugiram sem ser identificados, mas a polícia local já iniciou investigação para tentar localizá-los e não descarta a hipótese de motivações políticas para o ataque.

A Embaixada informou, porém, que não há nenhuma evidência de que o ataque seja relacionado à Copa. Nesta semana, a revista alemã Der Spiegel publicou reportagem sobre os problemas com a organização do evento esportivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.