Presidente da Venezuela oferece asilo humanitário a Snowden

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Nicolás Maduro decidiu receber o ex-contratado da Agência Nacional de Segurança dos EUA Edward Snowden

Reuters

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse nesta sexta-feira que decidiu oferecer asilo humanitário ao ex-contratado da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos Edward Snowden.

Leia mais: Embaixada do Brasil em Moscou recebe pedido de asilo de Snowden

Kremlin: Delator dos EUA abandona planos de permanecer na Rússia

Pai: Delator voltaria aos EUA se não fosse preso antes do julgamento

"Como chefe de Estado e de governo da República Bolivariana da Venezuela decidi oferecer asilo humanitário ao jovem norte-americano Edward Snowden para que na pátria de Bolívar e de Chávez possa vir a viver da perseguição imperial norte-americana", afirmou Maduro em um ato militar.

Reprodução/ Guardian
Edward Snowden, que revelou o programa de monitoramento da CIA. "'Não tenho nenhuma intenção de esconder quem sou porque sei que não fiz nada de errado"

O WikiLeaks disse ter entrado com pedidos de asilo em 20 países para Snowden, que está no Aeroporto Internacional de Moscou Sheremetyevo há mais de uma semana.

Entre os países que receberam o requerimento além do Brasil, a Índia já respondeu negando o pedido. "Seguindo um exame cuidadoso, concluímos não haver razão para aderir ao pedido de Snowden", informou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia Syed Akbaruddin pelo seu Twitter.

Snowden fugiu dos EUA para Hong Kong em maio, poucas semanas antes da publicação nos jornais Guardian e Washington Post de detalhes fornecidos por ele sobre um programa secreto de vigilância de internet e tráfego de telefone por parte do governo dos EUA.

Após os EUA emitirem um pedido de extradição para Hong Kong, Snowden fugiu para a Rússia, onde está em um limbo legal na zona de trânsito do aeroporto desde sua chegada, em 23 de junho. Os EUA anularam seu passaporte, e o Equador, onde ele esperava conseguir asilo, tem hesitado em lhe conceder abrigo.

Leia tudo sobre: CIASnowdenregistros da verizon

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas