Líder dos EUA teve encontro privado com a família Mandela, mas não visitará ex-presidente no hospital

O presidente dos Estados Undos, Barack Obama, elogiou Nelson Mandela, a quem chamou de "uma inspiração para o mundo" por sua "coragem moral", durante sua visita à África do Sul.

Leia mais: Obama descarta fazer 'foto de propaganda' com Mandela

Presidente dos EUA, Barack Obama, participa de uma coletiva ao lado do presidente da África do Sul, Jacob Zuma
AP
Presidente dos EUA, Barack Obama, participa de uma coletiva ao lado do presidente da África do Sul, Jacob Zuma

Giro: Obama vai à África do Sul em meio à luta de Mandela

Ele estava falando na capital, Pretória, após conversas com o presidente Jacob Zuma. "A demonstração de amor que temos visto nos últimos dias mostra que o triunfo de Nelson Mandela e sua nação fala de algo muito profundo no espírito humano, o anseio por justiça e dignidade que transcende as fronteiras de raça, classe, fé e país ", disse Obama.

No Senegal: Obama faz apelo pelos direitos dos gays na África

Zuma afirmou que Obama e Mandela foram "ligados pela história como os primeiros presidentes negros de seus respectivos países, assim ambos carregam os sonhos de milhões de pessoas na África e na diáspora que antes eram oprimidos".

Ele disse que a visita de Obama foi "bem programada" para tirar proveito de um mercado crescente na África do Sul, e pediu maior investimento dos EUA. Obama, que está viajando com sua família, chegou ao Senegal na sexta-feira à noite e, em seguida, foi para a África do Sul.

TV CNN: 'Mandela é mantido vivo com ajuda de aparelhos'

20 anos após eleições: Soweto reflete avanço da África do Sul

Mandela, primeiro presidente negro da África do Sul, está em estado crítico, mas estável. Ele foi internado em 8 de junho devido a uma recorrente infecção pulmonar, segundo informou o governo. No fim de semana passado, seu estado de saúde se deteriorou .

Mais cedo, Obama disse que não vai visitar o ex-mandatário, de 94 anos de idade, no hospital, por respeito à família.

Filha de Mandela: 'Estado de saúde é muito crítico'

Ele e a primeira-dama Michelle Obama se encontraram neste sábado com a família de Mandela privadamente. O encontro ocorreu em Johanesburgo, no Centro de Memória Nelson Mandela, que é parte da fundação do ex-presidente.

A reunião durou cerca de 30 minutos, tempo suficiente para uma multidão se reunir para acompanhar o momento da saída de Obama. A Casa Branca não informou quais parentes de Mandela estiveram presentes no encontro.

Durante sua viagem de fim de semana, o presidente dos EUA vai visitar a Robben Island, ilha onde Nelson Mandela ficou preso por 18 anos.

Com BBC e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.