Navio de carga bate contra torre em porto de Gênova e mata sete

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo autoridades italianas, quatro sobreviventes foram internados em estado grave e há dois desaparecidos; condições de navegação eram 'as melhores possíveis'

Equipes de resgate retiraram ao menos sete corpos dos destroços de um navio de carga que se chocou contra uma torre de controle enquanto deixava o porto de Gênova, na Itália, na terça-feira (7). Segundo autoridades italianas, quatro sobreviventes foram hospitalizados e há dois desaparecidos, provavelmente, presos dentro do elevador da torre submersa.

Relembre: Infográfico explica o que aconteceu com o navio italiano Costa Concordia

AP
Equipes de resgate trabalham perto do que restou da torre de controle do porto de Gênova que foi destruída na batida de um navio de carga

Um ano: Traumas assombram sobreviventes um ano após naufrágio do Costa Concordia

A batida aconteceu por volta das 23h de terça-feira no horário local (18h em Brasília) durante uma mudança de turno, tornando a contagem da equipe que estava na torre de controle no momento do acidente mais difícil.

"Esse evento é inacreditável, porque tínhamos as melhores condições de navegação possível", disse Luigi Merlo, presidente da autoridade portuária de Gênova. O navio era o Jolly Nero da linha italiana Ignazio Messina & C.S.p.A. De acordo com sua página na internet, a linha Messina é de Gênova e possui uma frota de 14 navios de carga, sendo o Jolly Nero um navio com 239 metros de comprimento e 30 metros e largura.

A agência de notícias Ansa citou uma autoridade da empresa dizendo que nada igual tinha acontecido antes com a companhia, que foi fundada em 1921. "Estamos devastados", disse.

Andrea Furgani, um dos primeiros socorristas a atender as vítimas, disse que tripulantes inicialmente levaram quatro feridos para hospitais na região de Gênova. "As condições eram críticas. Eles sofreram ferimentos principalmente por compressão, quebraram ossos e se machucaram no peito", disse.

O desastre alarmou um país que há um ano testemunhou outra tragédia em seu mar quando o navio de cruzeiro Costa Concordia bateu contra um recife em Toscana, deixando 32 mortos.

AP
O navio de carga Jolly Nero se chocou contra a torre de controle do porto de Gênova, na Itália (7/5)

O parlamento fez um minuto de silêncio pelas vítimas em Gênova, o prefeito de Gênova proclamou um período de luto e o presidente Giorgio Napolitando enviou suas condolências aos familiares das vítimas em nome da nação.

O porto de Gênova, localizado na costa oeste italiana, é o mais movimentado do país em termos de carga, segundo o site da autoridade portuária. Também é um porto importante para a saída de navios de cruzeiro.

Com AP

Leia tudo sobre: itáliagênovaporto de gênovajolly nero

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas