Pontificado de Bento 16 chega ao fim com retirada da Guarda Suíça

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em sua despedida perante os fiéis em Castel Gandolfo, papa emérito disse que após renúncia é 'apenas um peregrino em sua última fase de sua peregrinação nesta Terra'

Oficiais da Guarda Suíça retiraram-se nesta quinta-feira da frente da residência de verão de Castel Gandolfo, simbolizando o fim do pontificado de oito anos de Bento 16, cuja renúncia anunciada no dia 11 entrou em vigor às 20 horas locais (16 horas de Brasília).

Fim: Papa deixa Vaticano para retiro em Castel Gandolfo e faz sua última aparição

Galeria de fotos: Relembre trajetória de Bento 16 em imagens

AP
Papa Bento 16 parte após cumprimentar fiéis de balcão de residência de Verão do Vaticano em Castel Gandolfo

Retiro: Castel Gandolfo será lar de Bento 16 por dois meses

Título: Bento 16 será chamado de 'papa emérito' após renúncia, diz Vaticano

Enquanto os sinos soavam, os guardas a postos fecharam as portas da residência papal, marcando o fim de um pontificado cujo legado será em grande parte marcado pela forma como terminou - com uma renúncia, e não uma morte. Apesar da renúncia, ele mantém o nome de Bento 16 e não retorna a seu nome de batismo: Joseph Ratzinger.

Em uma mudança de função, a Guarda Suíça de uniformes listrados azul e amarelo transferiram a responsabilidade pela proteção de Bento à polícia do Vaticano, enquanto alguns dos fiéis em frente do local gritavam "Viva o papa!".

Primeiro papa a renunciar em quase 600 anos, Bento 16 chegou do Vaticano a Castel Gandolfo de helicóptero, horas depois de participar pela manhã de seu último encontro com os cardeais. 

Após chegar ao retiro onde ficará pelos próximos dois meses, o papa emérito fez sua última aparição pública ao cumprimentar os fiéis a partir de um balcão no local. "Esse é um dia diferente. Ainda sou pontífice. Depois das 20 horas não serei mais", disse à multidão. "Depois disso, serei apenas um peregrino que está começando a última fase de sua peregrinação nesta Terra."

Saiba mais: Dez fatos sobre a 'aposentadoria' de Bento 16

AP
Guarda Suíça do Vaticano fecha porta de residência papal em Castel Gandolfo, simbolizando fim de pontificado de Bento 16

Reunião: Papa se despede de cardeais e promete 'obediência incondicional' a sucessor

Antes de partir do Vaticano, Bento 16 prometeu sua "reverência e obediência incondicionais" a seu sucessor durante seu último encontro com os cardeais, afirmando que rezaria por eles quando começarem a escolher seu sucessor. "Entre vocês está também o futuro papa, a quem eu prometo minha reverência e obediência incondicionais", disse Bento 16 ao final da audiência.

Antecipação: Papa muda legislação da Igreja e permite a cardeais iniciar conclave antes

Com a afirmação, o pontífice tentou neutralizar preocupações sobre possíveis conflitos que possam surgir por causa da situação tão particular - a existência de um papa emérito durante a governança de um papa.

Em um discurso inesperado, Bento 16 também deu instruções finais aos "príncipes" da Igreja, responsáveis por eleger seu sucessor no conclave, pedindo-lhes união durante a difícil tarefa de escolher o 266º líder de 1,2 bilhão de católicos no mundo. "Que o Colégio de Cardeais funcione como uma orquestra, na qual a diversidade - expressão da Igreja universal - sempre trabalhe em direção a um acordo mais harmonioso", disse.

Análise: Papa de 'transição', Bento 16 enfatizou resgate da tradição católica

Suas declarações foram vistas como uma referência clara às divisões internas cada vez mais profundas que vieram à tona nos últimos meses, após o vazamento de documentos do Vaticano, que expuseram lutas de poder e acusações de corrupção dentro da Santa Sé.

Papa emérito

Papa Bento 16 saúda multidão da janela da residência papal de verão em Castel Gandolfo, Itália (28/02). Foto: APFreira agita seu lenço de uma janela  enquanto o papa Bento 16 faz seu último discurso em Castel Gandolfo, Itália (28/02/2013). Foto: ReutersBento 16 sai de cena após falar com fiéis em Castel Gandolfo, sua última aparição como papa (28/02/2013). Foto: APFreira aguarda aparição de Bento 16 na residência papal de verão em Castel Gandolfo (28/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 cumprimenta fiéis da janela de sua residência em Castel Gandolfo, Itália (28/02/2013). Foto: APHomens sentam-se em calçada em frente à residência papal em Castel Gandolfo, onde Bento 16 faz última aparição como papa (28/02/2013). Foto: APFiéis reagem ao assistir partida de Bento 16 em telão no Vaticano (28/02/2013). Foto: ReutersHelicóptero que leva o papa Bento 16 sobrevoa o Vaticano, em Roma (28/02/2013). Foto: APMulher se emociona ao ver papa Bento 16 em um telão no Vaticano (28/02/2013). Foto: ReutersPapa Bento 16 fala a cardeais durante encontro que marca sua despedida do pontificado (28/02/2013). Foto: APCartaz do papa Bento 16 com a frase: 'Permanecerá conosco para sempre. Obrigado' é visto perto do capitólio em Roma (28/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 faz discurso em encontro com cardeais no Vaticano no dia de sua renúncia (28/02). Foto: Reprodução/Vatican PlayerPapa Bento 16 discursa em encontro com cardeais no Vaticano (28/02/2013). Foto: APFreiras brasileiras aguardam a chegada de Bento 16 (27/02/2013). Foto: ReutersPapa Bento 16 deixou a cadeira de São Pedro após celebrar sua última audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02). Foto: APPúblico acompanha pelo telão última mensagem do papa Bento 16 na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 acena aos peregrinos ao fim de sua audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: AP'Obrigado, pai', diz cartaz de fiel presente na Praça São Pedro, na despedida pública do papa Bento 16 (27/02/2013). Foto: ReutersPapa cumprimenta peregrinos antes de audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: ReutersFreiras e fiel assistem audiência geral de Bento 16 em um telão na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 beija um bebê durante sua audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APVista da multidão na Praça São Pedro durante a audiência geral, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 faz discurso durante a audiência geral final, na Praça São Pedro, Vaticano (27/02/2013). Foto: APPrelados cercam cadeira do papa após audiência geral no Vaticano (27/02/2013). Foto: AP

Conflitos: Disputas, rivalidades e traições do Vaticano aguardam próximo papa

A decisão de Bento 16 de viver no Vaticano após sua renúncia e o fato de que será chamado de "papa emérito" e de "Sua Santidade" e vestirá a batina branca associada ao papado aprofundaram as preocupações sobre a influência que ele poderia exercer no próximo pontificado.

Mas Bento 16 tentou afastar essas preocupações dizendo que, uma vez que renunciasse, ficaria "escondido do mundo". Em seu discurso final ao público na Praça de São Pedro na quarta, ele afirmou que não estava voltando à sua vida particular, mas, em vez disso, a uma nova forma de serviços à Igreja por meio da oração.

Última audiência geral: Bento 16 se despede do público na Praça de São Pedro

A decisão de Bento 16 foi saudada e entendida pela maioria. Cardeais, autoridades do Vaticano e católicos se uniram em torno dele em reconhecimento de seu estado frágil e da necessidade da Igreja por um líder mais forte.

*Com AP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas