Síria diz que Israel atacou centro de pesquisa militar

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Jatos de guerra israelenses teriam destruído centro na província de Damasco, matando duas pessoas e ferindo outras cinco

Reuters

Reuters

AP
Rei Abdullah da Jordânia (D) participa de abertura de Conferência Humanitária pela Síria no Kuwait

Jatos de guerra israelenses atacaram um centro de pesquisa militar na província de Damasco na madrugada desta quarta-feira (30), disse o comando militar da Síria, negando relatos de que aviões haviam atingido um comboio carregando armas da Síria ao Líbano.

ONU: Número de refugiados sírios supera 700 mil; Aleppo é palco de novo massacre 

Duas pessoas foram mortas e cinco ficaram feridas no ataque em Jamraya, descrito como um de um número "de centros de pesquisas científicas destinadas a aumentar o nível de resistência e auto-defesa".

Aliado: Diminuem as chance de Assad continuar no poder, diz premiê da Rússia 

O prédio foi destruído, disse o comando militar em comunicado transmitido pela mídia estatal, acrescentando que os aviões cruzaram a Síria abaixo do nível de radar, a norte do Monte Hermon, e voltaram pelo mesmo caminho.

Leia:
Ataque aéreo de Israel atinge comboio de caminhões na Síria 
Israel ameaça atacar se Síria perder controle de armas químicas 

Fontes disseram à Reuters mais cedo que jatos israelenses bombardearam um comboio na fronteira da Síria com o Líbano nesta quarta-feira, aparentemente alvejando armas destinadas ao Hezbollah.

Apelo: ONU pede aos vizinhos da Síria que mantenham fronteiras abertas para êxodo 

Leia tudo sobre: MUNDOSIRIAISRAELATAQUE

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas