Tumulto em evento da Igreja Universal em Angola causa 16 mortos e 120 feridos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Superlotação em estádio durante vigília promovida pela igreja causou tumulto. Entre as vítimas estão três crianças

Dezesseis pessoas morreram esmagadas e 120 ficaram feridas ao tentar entrar em um estádio superlotado de Luanda, capital de Angola, para uma vigília organizada pela Igreja Universal do Reino de Deus, informou na terça-feira (2) a agência de notícias oficial do governo local.

Segundo a agência Angop, um porta-voz do serviço de emergências disse que as vítimas, incluindo quatro crianças, foram esmagadas contra os portões do estádio Cidadela Desportiva, onde a igreja organizou uma vigília na segunda à noite.

Leia mais:
Procuradoria do Equador também vai investigar Igreja Universal
Em Angola, marqueteiro do PT busca reeleição de líder há 33 anos no poder

A Angop citou Paulo de Almeida, o vice-líder da polícia angolana, dizendo que as medidas de segurança adequadas para a vigília estavam em funcionamento, mas o comparecimento superou as estimativas.

Ferner Batalha, bispo-adjunto da Universal em Angola, reconheceu que a vigília foi superlotada.

"Nossa expectativa era de 70 mil pessoas, mas passou muito desse número", disse ele, segundo a Angop. O total estimado de público foi de 150 mil pessoas. O estádio tem capacidade para 50 mil pessoas.

(Com informações da Reuters)

Leia tudo sobre: angolaluandaigreja universaliurd

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas