Mandela, ex-presidente da África do Sul, é internado para exames

Em comunicado, gabinete do presidente Jacob Zuma diz que não há motivo para alarme, afirmando que ícone da luta antiapartheid está bem

iG São Paulo |

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela foi internado em um hospital de Pretória para exames, disse o gabinete do presidente Jacob Zuma. O comunicado não oferecia mais detalhes, mas afirmava que não há motivo para alarme a respeito da saúde do líder antiapartheid de 94 anos . "Ele está bem e não há razões para se preocupar."

Mandela foi um dos líderes na luta contra o regime do apartheid, presidente da África do Sul entre 1994 e 1999, e prêmio Nobel da Paz em 1993.

Em 25 de fevereiro, Mandela foi internado em um hospital de Johanesburgo com dores abdominais e submetido a uma laparoscopia, mas saiu do local no dia seguinte. Três meses depois, ele apareceu na televisão em imagens divulgadas pela rede pública sul-africana de televisão SABC.

A gravação mostrava o ex-presidente sentado em uma poltrona, enquanto Baleka Mbete, presidenta do Congresso Nacional Africano (CNA) - partido que governa África do Sul desde que Mandela chegou ao poder em 1994 -, entregava-lhe uma tocha comemorativa do centenário da formação política.

O líder da luta contra o regime segregacionista permanece sob vigilância médica desde que foi internado em janeiro de 2011 em um hospital de Johanesburgo, afetado por uma complicação respiratória.

Mandela recebeu alta em fevereiro do ano passado e foi enviado à sua casa de Houghton, Johanesburgo. Dias antes de completar seu 93º aniversário, em julho de 2011, o ex-presidente se mudou para a casa em Qunu, lugar onde passou sua juventude, acompanhado de uma equipe médica.

*Com AFP e Reuters

    Leia tudo sobre: mandelaáfrica do sulapartheid

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG