Em momento histórico, Obama vota antecipadamente em Chicago

Presidente dos Estados Unidos visa estimular eleitores indecisos, população carente e imigrantes a fazerem o mesmo

iG São Paulo |

O presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Barack Obama, votou antecipadamente nesta quinta-feira em um centro comunitário de Chicago, sua cidade natal.

Veja também: Obama acusa rival de sofrer de ‘Romnesia’ durante comício na Virgínia

Com isso, o democrata se tornou o primeiro chefe de Estado a aproveitar a lei que permite aos americanos de alguns estados votarem com antecedência. A data oficial do pleito está marcada para o dia 6 de novembro.

AFP
Presidente Obama vota antecipadamente em um centro comunitário de Chicago

Obama já havia indicado, inclusive, sua pretensão de votar antecipadamente. A ideia é estimular eleitores indecisos, membros de comunidades carentes e imigrantes a fazerem o mesmo.

O presidente, que apresentou sua carteira de motorista para provar sua identidade, conversou animadamente com os membros da mesa eleitoral antes de emitir seu voto em uma máquina eletrônica.

Leia mais: Votação antecipada será permitida em Ohio

Em ritmo frenético de campanha, Obama havia participado de um grande comício em Richmond, no estado da Virgínia, poucas horas antes de votar. Ele aproveitou para criticar o rival republicano Mitt Romney, que segundo ele sofre de tem esquecido suas posições conservadoras nesta reta final das eleições.

“Se você sofre dessa doença em que esquece o que disse há uma semana e não lembra daquilo que está escrito em seu próprio site, nós somos a cura”, disse sob aplausos de milhares no Memorial Carillon, na cidade de Richmond. “Vocês me conhecem. Tenho palavra e digo o que penso”, completou.

Saiba mais: Especial do iG sobre as eleições nos EUA

Para reforçar o argumento de que é o líder em que a população pode confiar, Obama declarou como cumpridas algumas promessas da campanha de 2008, como o fim da guerra do Iraque. O líder americano também lembrou da diminuição do envolvimento militar americano no Afeganistão, da morte do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden , em maio de 2011 e da aprovação da reforma da saúde. "Disse que nenhum americano iria à falência se ficasse doente, e aprovamos a ObamaCare."

Batalha judicial

A questão da votação antecipada foi alvo de longas batalhas judiciais durante os últimos meses de campanha eleitoral. A medida que permite essa opção é altamente favorável ao presidente Obama, uma vez que cidadãos de baixa renda e imigrantes - na maioria grandes apoiradores do candidato democrata - costumam votar com antecedência.

A campanha de Romney tentou barrar essa leia em diversos estados-chave, como em Ohio. A Suprema Corte dos Estados Unidos, no entanto, tem sido favorável à permissão do voto antecipado em todas as situações. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG