Unip diz que brilha na OAB, mas aprova apenas 6,7% dos bacharéis

Instituição tem 240 graduados aprovados, mas 3.543 participantes. Para diretor, formados há muitos anos distorcem estatística

Marina Morena Costa, iG São Paulo |

A Universidade Paulista (Unip) se vangloria em propaganda na TV de ser a terceira instituição que mais aprova no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). No último exame, segundo dados exclusivos obtidos pelo iG e divulgados nesta sexta-feira, levando em conta apenas os números absolutos, a instituição passou a ser a segunda com mais aprovados. Foram 240 ex-alunos da Unip que conseguiram obter o registro para advogar. No entanto, o total de participantes também era o maior entre todas as instituições de ensino, 3.543. O índice de aprovação da instituição é de apenas 6,77%, o que a coloca em 630º lugar entre mais de 800 faculdades de Direito .

VEJA O RANKING DE FACULDADES POR APROVAÇÃO NO 4º EXAME DE ORDEM UNIFICADO

Para José Augusto Nasr, diretor-geral da Unip, o resultado da OAB não tem validade estatística, pois a instituição é antiga, tem muitos ex-alunos e formados há muitos anos não conseguem aprovação. “Quem se formou em 1998 e presta a prova agora não vai conseguir ser aprovado”, justifica. O diretor considera um “absurdo” e cita o ranking do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) , que leva em conta somente as notas dos concluintes.

Por ser a maior instituição de ensino superior do Brasil em alunos matriculados (197 mil), os números da Unip são gigantescos. Na edição anterior, na qual a propaganda da universidade se baseia para dizer que “brilha na OAB”, 3.874 participaram da prova e 274 passaram, o que deu à universidade o índice de aprovação de 7,07% (contando estudantes e bacharéis formados). Mas o comercial destaca apenas o resultado da aprovação absoluta, terceira maior daquela edição, atrás da também gigante Universidade Estácio de Sá, com 390 aprovados de 2.844 e da Universidade Presbiteriana Mackenzie que aprovou 285 de 800 participantes.

null“Nós ufanamos do resultado, porque somos a universidade que mais colocou pessoas no mercado de trabalho. E isso é o que importa”, afirma Nasr. O diretor da Unip destaca ainda o desempenho da instituição no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) , que tem nota 3 e 4 (em escala de 1 a 5) nos cursos de Direito oferecidos em 18 câmpus.

Neste ano, apesar de não ter aprovado nenhum formado nos câmpus de Anália Franco e Vila São Francisco, ambos em São Paulo, a Unip encontrará argumentos para continuar a campanha “ufanista”. Em números absolutos de aprovados a universidade está atrás somente da Estácio de Sá, que aprovou 311 dos seus 2.219 participantes e teve um desempenho melhor: 14,01% de aprovação.

Veja o desempenho dos câmpus da Unip com mais de 10 participantes no 4º Exame de Ordem (resultado sem as aprovações por recurso) :

Câmpus Presentes na 1ª fase Aprovados na 2º fase Índice de aprovação
Aclimação (São Paulo-SP) 263 18 6,84%
Água Branca (São Paulo-SP) 212 13 6,13
Araçatuba (SP) 66 2 3,03%
Assis (SP) 35 4 11,43%
Campinas (SP) 228 17 7,46%
Bauru (SP) 110 4 3,64%
Brasília (DF) 410 46 11,22%
 Jaguaré (São Paulo-SP)  79 2 2,53%
 Jardim Anália Franco (São Paulo-SP)  28 0  0%
 Jundiaí (SP)  42  4  9,52%
 Limeira (SP) 112  8  7,14%
 Manaus (AM)  200 11 5,5%
 Mirandópolis (São Paulo-SP) 88 4 4,55%
 Pinheiros (São Paulo-SP)  174  16  9,2%
 Araraquara (SP)  35 2 5,71%
 Parque São Jorge (São Paulo-SP) 117 7 5,98%
 São José do Rio Pardo (SP)  47 3 6,38%
 Sacomã (São Paulo-SP) 125 2 1,6%
 Ribeirão Preto (SP) 180 7 3,89 %
 Santana do Parnaíba (SP) 158 7 4,43%
 Santo Amaro (São Paulo-SP)  171 7 4,09%
 Santos (SP)  79 4 5,06%
 São José do Rio Preto (SP)  116 14 12,07%
 São José dos Campos (SP)  88 8 9,09%
 Sorocaba (SP) 116 7 6,03%
 Vila Guilherme (São Paulo-SP)  130 15 11,54%
 Vila São Francisco (São Paulo-SP)  9 0 0%
 Goiânia (GO) 125 8 6,4%
 Total  3543 240 6,77%
OAB

    Leia tudo sobre: OABexame de Ordem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG