MEC pede a Unip explicação sobre suposta fraude em exame nacional

Segundo denúncia de outra instituição, a universidade paulista estaria escolhendo apenas alguns alunos para realizar o Enade

iG São Paulo |

O Ministério da Educação (MEC) encaminhou pedido de explicações à Universidade Paulista (Unip) após receber denúncia enviada por outra instituição de ensino superior de que haveria irregularidades nas notas da Unip no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).

Consulte o ranking de cursos no Enade

A prova, aplicada anualmente a universitários, avalia a qualidade do ensino oferecido por faculdades, centros universitários e universidades de todo o país. Os números são muito utilizados pelas instituições em material publicitário para atrair novos alunos e, em caso de baixo desempenho, elas podem sofrer punições do MEC, como suspensão de vagas.

A denúncia encaminhada ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) pela instituição de ensino concorrente é que a Unip estaria escolhendo apenas os melhores alunos de cada curso para fazer a prova. Assim ela melhora a sua nota final.

O MEC confirmou que o caso chegou ao Inep que comunicou ao ministro Aloizio Mercadante e imediatamente foi enviado ofício à Unip para que sejam prestados esclarecimentos. A instituição tem o prazo de dez dias para responder ao ministério.

A Unip tem sede em São Paulo e 27 campi, inclusive em outros estados. A vice-reitora da instituição, Marília Ancona, negou qualquer manobra ou irregularidade na participação dos alunos no Enade. Segundo ela, os bons resultados alcançados pela Unip nos últimos anos “eram esperados” e são resultado de um trabalho iniciado em 2008 com a implantação de uma comissão de avaliação.

Ela disse que a universidade investiu na preparação dos alunos para o Enade, após diagnosticar que as provas aplicadas internamente para avaliar o desempenho dos estudantes tinham modelo muito diferente do exame do Inep. “Investimos fortemente em material didático, fizemos palestras motivacionais para explicar ao aluno a importância do Enade. Nosso desempenho vem melhorando continuamente fruto de um trabalho intenso feito por pessoas extremamente qualificadas. Mas alguns concorrentes não gostam”.

De acordo com a professora, todas as informações serão encaminhadas ao MEC assim que a instituição receber o ofício encaminhado pelo governo.

Universidade tem histórico

A Unip tem histórico de irregularidades em propagandas. Em setembro do ano passado, o iG mostrou que apesar de um anúncio da instituição afirmar que ela "brilhava na OAB - 3º lugar nacional", na prática estava entre as instituições com baixo índice de aprovação no exame de Direito, com apenas 6,7% dos candidatos aprovados.

A instituição foi punida por pelo Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária (Conar ) e teve que retirar a propaganda.

* com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: unipenade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG