ver novamente

Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Matemática

Profissões relacionadas ao curso: Matemático, pesquisador, professor .

1. Sobre o curso

Matemático


Por meio da lógica, o matemático elabora teorias e testa hipóteses. Também desenvolve cálculos e modelos que podem ser usados nas ciências e na solução de problemas nas mais diversas áreas, como engenharia, computação, marketing e finanças.

Principais áreas de atuação  


- Análise numérica
- Consultoria
- Modelagem matemática Topo

2. Ensino

Número de faculdades 68
Melhores cursos Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Vagas disponíveis por ano 1728
Duração do curso 4 anos
Candidatos 3337
Candidatos/vaga 1,93
Formandos por ano 258
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório?    


Sim

Quem recruta estagiários    


- Instituições de ensino médio e superior.
- Instituições financeiras.
- Organizações não-governamentais (ONGs).
- Indústrias.
- Institutos de pesquisa científica.
- Empresas de processamento de dados.
- Editoras de livros didáticos.


Melhor época do ano para procurar estágio 


Variam de acordo com a área. No ensino, o ideal é no final do ano letivo, para iniciar o estágio no ano seguinte.

Momento ideal para iniciar estágio  


A partir do segundo ano.


Atividades do estágio


- Os estagiários geralmente trabalham em áreas relacionadas à matemática aplicada, principalmente processos de otimização e controle de qualidade.
- Realização de pesquisas de iniciação científica.
- Ensino de Matemática em diversos níveis. Em escolas públicas, assiste, prepara e ministra aulas, eventualmente, e elabora relatórios sobre as atividades desenvolvidas por ele e pelo professor supervisor.

Particularidades do estágio  


- O estágio de licenciatura não é remunerado, faz parte da formação do futuro professor.
- O aluno do bacharelado dificilmente consegue estágio em empresas durante a graduação. O equivalente seria a pesquisa de iniciação científica, o primeiro passo de uma carreira acadêmica.

Topo

4. Mercado

Profissionais no mercado   


Não há dados disponíveis.

Exigências para atuar na profissão   


Ter curso superior de licenciatura em Matemática para atuação na Educação Básica.

Regulamentação   


Não há

Ganho inicial (média mensal)   


- De R$ 980 (20 horas semanais) a R$ 1,8 mil (40 horas semanais) na rede pública de ensino.
- Em escolas particulares, no Ensino Médio, de R$ 1 mil a
R$ 3,6 mil.
- No ensino superior, em universidades federais, com doutorado, R$ 5,8 mil.

Ganho escalão intermediário (média mensal) 


- R$ 10 mil, para professor doutor.
- Em empresas, de R$ 4 mil a R$ 8 mil.

Ganho no auge (média mensal)   


- Cerca de R$ 17 mil, para professor titular em universidades públicas com 20 anos de carreira.

Atividades do início de carreira


- Com o diploma de licenciatura em Matemática, atuar como professor na Educação Básica.
- O bacharel em geral vai direto para a pós-graduação, dando continuidade ao trabalho acadêmico começado com a iniciação científica.
- Fora da área acadêmica, trabalha em bancos, companhias de seguros e grandes empresas como Embraer e Petrobras, onde atua na análise de processos que envolvem alta tecnologia e cálculos complexos.

Evolução da profissão   


- O profissional que opta pela carreira acadêmica obtém os títulos de mestrado e doutorado e desenvolve seu trabalho de pesquisa, podendo chegar a professor titular, desde que tenha um número de publicações bem acima da média.
- No caso de áreas aplicadas, o matemático pode virar alto executivo ou mesmo ter a própria empresa.
- Se o licenciado em Matemática também tem um curso de Pedagogia, poderá exercer o cargo de direção em escolas. Se fizer mestrado e doutorado na área de educação, pode prestar concursos para cargos de gestão em secretarias de Educação e diretorias de ensino.

Auge da carreira   


No caso de um professor universitário e pesquisador, o auge da carreira é atingido em geral entre 15 e 20 anos após a graduação.

Dicas    


- Participar de congressos, seminários, workshops, assistir a palestras, fazer contatos com os professores do curso e, se possível, com professores visitantes é importante para evoluir na carreira.
- O profissional deve estudar muito, ler livros e artigos relacionados aos temas estudados e conversar com outros matemáticos para aprofundar e solidificar o conhecimento.
- Existem áreas pouco exploradas pelas empresas, principalmente em processos que envolvem alta tecnologia e cálculos complexos, como aeroespacial e logística, para quem tem conhecimento de linguagem de programação. Por isso, é importante que o profissional fique atento a essas possibilidades.
- A criatividade e o senso de oportunidade são fundamentais para o profissional em um mercado que não entende muito a importância da matemática de alto nível.
Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2008




Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Eduardo Guéron, professor do curso de bacharelado em Ciência e Tecnologia da Universidade Federal do ABC (Ufabac);

Maria Aparecida Soares Ruas, professora titular da Universidade de São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Matemática;

Edda Curi, professora do curso de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul;

Maria Aparecida Soares Ruas, professora titular da Universidade de São Paulo e primeira secretária da Sociedade Brasileira de Matemática
Topo