Estudantes da USP encerram greve após quatro meses

Novo indicativo de paralisação será votado no dia 20 em assembleia no câmpus da universidade em São Paulo

iG São Paulo |

Os estudantes da Universidade de São Paulo (USP) encerraram nesta quinta-feira uma paralisação iniciada há quatro meses . No entanto, em assembleia realizada à noite no prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, no câmpus Butantã na zona oeste de São Paulo, votaram um indicativo de greve para ser aprovado no dia 20, em nova reunião marcada para o vão do prédio de Geografia, no câmpus Butantã.

Polêmicas na USP:
- PM faz reintegração de posse em prédio da moradia estudantil da USP
- Vídeo mostra agressão de estudante por policial na USP
- Justiça quer que USP reintegre aluno expulso

Segundo o Diretório Central dos Estudantes, cerca de 1000 estudantes compareceram à assembleia, que também decidiu transformar o comando de greve em comando de mobilização, que será aberto e terá a responsabilidade de executar as resoluções das assembleias gerais.

A greve na USP começou no dia 8 de novembro após a reintegração de posse feita pela Tropa de Choque da Polícia Militar no prédio da reitoria da universidade e a prisão de 68 estudantes e quatro funcionários que ocupavam o local. O grupo é contra a presença da Polícia Militar na USP. A adesão à greve, no entanto, era pequena .

    Leia tudo sobre: USPpmestudantesensino superior

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG