Entenda o sistema de correção da redação do Enem 2012

Novas etapas e mais corretores avaliarão textos de candidatos do exame de novembro

iG São Paulo | - Atualizada às

Uma das principais reclamações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2011, a correção da redação vai mudar este ano. Com o objetivo de evitar a enxurrada de protestos e até ações judiciais relacionadas às notas dos candidatos, o Ministério da Educação aumentou o número de etapas possíveis pelos quais um texto passa no sistema de correção e o número de avaliadores que trabalharão após o exame dos dias 3 e 4 de novembro.

Veja mais sobre a redação do Enem:
- Faça o teste e veja quanto vale sua redação
- Novas regras melhoram o Enem, mas não garantem justiça
- Colunista Mateus Prado dá dicas para fazer um texto nota 1000

A principal modificação está na regra que exige uma releitura do texto após a correção por dois avaliadores. Antes, o terceiro corretor só era acionado se a discrepância entre a nota dos dois primeiros fosse maior que 300 pontos. Em 2012, essa diferença caiu para 200 pontos. A terceira leitura poderá ocorrer ainda em outra situação: se as notas de pelo menos um dos cinco critérios de avaliação dos textos forem diferentes em mais de 80 pontos entre as duas correções iniciais, mesmo que na nota geral a diferença seja inferior a 200.

Uma nova etapa também foi incluída. Se mesmo depois do terceiro corretor ainda houver discrepância entre as notas, uma banca examinadora composta por três pessoas dará a nota final.

Entenda com será o processo:

    Leia tudo sobre: Enemredaçãoinfográfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG