Movimento que organizará festa para calouros fez vídeo com cenas da invasão da reitoria e de repressão para solicitar doações

O comando de greve dos estudantes da Universidade de São Paulo (USP) formulou uma carta em que pede a intelectuais, entidades de estudantes e trabalhadores dinheiro para a recepção dos calouros no início das aulas. O documento diz que o movimento é atualmente o mais representativo dos alunos e por isso será responsável por organizar as boas-vindas. Nos anos anteriores, o evento contava com apoio financeiro da reitoria, porém desta vez "não há garantia" de recebimento de verba "pois, pela primeira vez em anos, inciaremos o ano em greve estudantil".

Carta pede ajuda financeira para calourada com protesto à reitoria
Reprodução
Carta pede ajuda financeira para calourada com protesto à reitoria
Na sexta-feira à tarde, uma campanha em vídeo foi para as redes sociais com o mesmo pedido. Na edição são usadas uma entrevista do reitor João Grandino Rodas, cenas de repressão e a invasão da reitoria por alunos. Veja o vídeo da campanha aqui

A carta diz que diante da repressão da reitoria, a calourada será organizada com debates, intervenções e um "show protesto". Um parenteses informa que nomes como Caetano Veloso, Jorge Mautner e Tom Zé "já estão sendo conectados".

O iG procurou a reitoria na noite desta quinta-feira para saber se há um posicionamento em relação a ajuda financeira para o evento, mas não houve resposta. O comando de greve informa que não pedirá os valores por "decisão política".

Um grupo de estudantes está em greve desde novembro contra o comando da Universidade. A paralisação começou depois que 68 estudantes e quatro funcionários que ocuparam um prédio da reitoria foram retirados pela Tropa de Choque e presos. A ocupação, por sua vez, foi feita por um grupo que era contra a presença da Polícia Militar na USP.

No final do ano, uma pesquisa do Datafolha mostrou que 58% dos estudantes , no entanto, apoiava a circulação de policiais pelo campus e a adesão à greve foi reduzida. Durante as férias, a cena gravada em vídeo de um policial que apontou a arma para a cabeça de um estudante e o agrediu dentro da universidade reacendeu a polêmica sobre o modelo de segurança.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.