Governo federal cria mais quatro universidades federais

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Lei para instituições que serão abertas no Norte e Nordeste até 2018 foi sancionada

Agência Brasil

As leis que criam quatro universidades federais nas regiões Norte e Nordeste estão publicadas na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União. São duas universidades na Bahia, uma no Pará e uma no Ceará que juntas vão oferecer 145 cursos e 38,3 mil vagas para estudantes até 2018. Com as quatro instituições, o número de universidades federais no país chegará a 63.

Leia também: Novas federais cobrem vazios no mapa do ensino

Na Bahia foram criadas a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), com sede em Itabuna, e a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), com sede em Barreiras. As demais são a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), sediada em Marabá e a Universidade Federal do Cariri (Ufca) com sede em Juazeiro do Norte (CE).

Outros cursos: MEC autoriza criação de mais cursos de Medicina em federais

Ao sancionar as leis que criam as universidades, a presidenta Dilma Rousseff disse que as novas instituições de ensino superior no Norte e Nordeste terão papel relevante na redução das desigualdades regionais.

A Ufca vai ter 27 cursos e deve receber 6,5 mil estudantes, com campi nos municípios de Juazeiro do Norte, Barbalha e Crato. A Ufob, além da sede em Barreiras, terá campi em Bom Jesus da Lapa, Barra e Santa Maria da Vitória. Ao todo, serão 35 cursos e 7,9 mil estudantes. A Ufesba vai oferecer 36 cursos para 11,1 mil estudantes na sede, em Itabuna, e nos campi dos municípios de Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

Na Região Norte, a Unifesspa terá campi em Marabá, Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e Xinguara. A nova instituição poderá receber 12,8 mil estudantes em 47 opções de cursos.

Leia tudo sobre: universidades federais

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas