Sobram bolsas para brasileiros em Harvard, MIT e Stanford

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Ciência sem Fronteiras vai oferecer 500 bolsas este ano em universidades de ponta dos Estados Unidos, mas só 100 estudantes foram selecionados

Agência Estado

As Universidades Harvard, Stanford, Columbia, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e outras instituições americanas de ponta vão reservar 1,5 mil bolsas de estudo integral até 2015 para estudantes brasileiros cursarem doutorado completo. As bolsas serão financiadas pelo governo federal, por meio do programa Ciência Sem Fronteiras (CsF).

Pós-graduação: Brasil quadruplica número de mestres e doutores em 15 anos

Getty Images
Campus da Universidade de Harvard em Cambridge

Apesar do convênio com as universidades ter sido firmado no ano passado – motivado pela ida da presidenta Dilma Rousseff aos Estados Unidos em abril de 2012 –, a falta de divulgação da oportunidade levou a Laspau (entidade vinculada à Harvard), que administra a concessão das bolsas, a realizar uma visita ao País nesta quarta-feira.

"Trata-se de um acordo histórico, sem precedentes. Os estudantes brasileiros precisam saber que eles podem estudar nas melhores universidades norte-americanas", disse Angélica Natera, diretora adjunta da Laspau, durante agenda de reuniões com parceiros institucionais em São Paulo. Mesmo exigindo que os estudantes tenham apenas diploma de graduação nas áreas prioritárias do CsF - Engenharia, Tecnologias e Saúde -, além de bom nível de inglês, pouco mais de cem candidatos foram pré-selecionados até o momento. É prevista neste primeiro ano de acordo a seleção de outros 400 estudantes. As inscrições para início dos estudos em 2014 vão até setembro e podem ser feitas pelo site da Laspau. A entidade também oferece palestras online gratuitas que ensinam como preparar uma candidatura bem-sucedida e como prestar o exame GRE (teste exigido pelas universidades), por exemplo.

Mudança no programa: MEC tira Portugal do Ciência sem Fronteiras

A baixa demanda pelas bolsas pode ser justificada pelo desconhecimento de muitos estudantes, que tendo apenas diploma de graduação podem se candidatar diretamente para o curso de doutorado. Ou seja, não precisam cursar primeiramente o mestrado.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas