Mercadante confirma saída de secretário de Educação Básica do MEC

Ministro diz que César Callegari alegou motivos pessoais para deixar o cargo e que anunciará substituto em breve. Segundo apuração do iG, Cláudia Costin é a escolhida

iG Brasília | - Atualizada às

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, confirmou nesta terça-feira que o secretário de Educação Básica, César Callegari, vai deixar a pasta até o final do ano e afirmou que anunciará o substituto assim que confirmar o nome.

Leia também: Cláudia Costin será a nova secretária de Educação Básica

Fabiana Carvalho/MEC
César Callegari vai deixar a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação até o fim do ano

De acordo com o ministro, Callegari alegou problemas pessoais para retornar a São Paulo. O secretário está no cargo desde fevereiro. Ele é sociólogo e foi membro do Conselho Nacional de Educação (CNE) e secretário municipal da Educação de Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

“Ele [Cesar Callegari] não tem pressa. Ele pediu: 'Olha, eu preciso voltar até o final do ano'. Porque ele vai reassumir as aulas no Sesi [Serviço Social da Indústria]. Ele é funcionário do Sesi e as atividades profissionais dele começam no ano que vem. Até o final de dezembro ele está disponível para concluir a gestão”, disse Mercadante.

Segundo iG apurou, a escolhida para ocupar o cargo é Cláudia Costin , secretária municipal de Educação do Rio de Janeiro. No dia 16 de novembro, o iG antecipou a notícia da troca de comando na secretaria responsável por cuidar dos projetos que envolvem desde a educação infantil ao ensino médio. No MEC, a ida de Cláudia é dada como certa.

Leia também: Pacto pela alfabetização na idade certa vai destinar R$ 500 milhões para prêmios

A declaração de Aloizio Mercadante sobre a saída de Callegari ocorreu após dar posse ao novo reitor da Universidade de Brasília (UnB), Ivan Marques Camargo. O reitor vai ser responsável por administrar uma estrutura de quatro campi, 34.738 alunos em 96 cursos, além de 10.658 trabalhadores, entre professores, servidores técnico-administrativos e demais funcionários.

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: educação básicacallegariclaudia costinmercadante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG