Professoras de Campos usaram dinheiro da merenda para viagem e churrasco

Tribunal de Contas do Estado condenou diretora e adjunta de escola no Norte Fluminense a devolver R$ 137 mil usados ilegalmente. Verba pagou ainda táxis, planos de saúde e celular

iG Rio de Janeiro Informe do DIA |

Quatro professoras da rede estadual do Rio de Janeiro foram consideradas responsáveis, pelo Tribunal de Contas do Estado, pelo uso indevido de dinheiro da merenda de escola de Campos. Com a verba, elas compraram passagens para Porto Seguro, cerveja, carvão e carne para churrasco.

Segundo o TCE, entre 2003 e 2004 as professoras ainda utilizaram os recursos para cobrir despesas com táxis e na contratação de planos de saúde e de serviços de telefonia celular. Também emitiram cheques da escola para pagar empréstimos e não fizeram licitações ou pesquisas de preços.

Dinheiro a devolver

As professoras — entre elas as então diretora e diretora adjunta — terão que devolver R$ 137.538 ao estado. A verba havia sido destinada à Associação de Apoio à Escola do Colégio Estadual José do Patrocínio e deveria ser usada na merenda e na manutenção da escola.

Investigação

A investigação contra as professoras — Sylvia Elizabeth Peixoto Alves, Maria Heloísa dos Santos Pessanha Gama, Heloísa Helena Barreto Lima Rocha e Flávia Danieli Rodrigues Lima — foi feita pela Secretaria Estadual de Educação.

As informações são de Fernando Molica, Informe O Dia

    Leia tudo sobre: merendaprofessoraeducaçãodesvioverba públicamerenda escolar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG