Número de instituições de ensino superior com atividades docentes paralisadas total ou parcialmente chega a 51

Os professores da Universidade Federal do ABC, em São Paulo, e do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefef-RJ) aderiram à greve nacional da categoria nesta terça-feira. Com isso, chega a 51 o número de instituições de ensino federais com atividades docentes paralisadas total ou parcialmente. Os números são do sindicato da categoria, a Andes.

Ampliação da redeMEC planeja criar 2,4 mil vagas de Medicina até 2013

Junto com servidores públicos, os professores fizeram uma manifestação em Brasília, que, de acordo com os organizadores reuniu 15 mil pessoas. Após o ato, os manifestantes foram recebidos pelo secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Walter Correia, que prometeu responder às reivindicações dos trabalhadores na próxima semana. A greve completa hoje 20 dias.

Pela manhã, uma manifestação de estudantes em frente ao Ministério da Educação (MEC) terminou em confusão e quebra-quebra . Um grupo tentou invadir o prédio e quebrou janelas e vidraças. 

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, se reuniu hoje com o comando de greve nacional e informou que na semana que vem haverá uma reunião para retomar as negociações. Ele voltou a dizer que considera a greve precipitada e condenou o quebra-quebra dos estudantes.


Veja a lista completa de instituições que aderiram a greve :

1. Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
2. Universidade Federal de Roraima (UFRR)
3. Universidade Federal Rural do Amazonas (UFRA)
4. Universidade Federal do Pará (UFPA)
5. Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa)
6. Universidade Federal do Amapá (Unifap)
7. Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
8. Universidade Federal do Piauí (UFPI)
9. Universidade Federal do Semi-Árido (Mossoró) (Ufersa)
10. Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
11. Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
12. Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
13. Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
14. Universidade Federal de Sergipe (UFS)
15. Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
16. Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
17. Universidade Federal de Viçosa (UFV)
18. Universidade Federal de Lavras (UFLA)
19. Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)
20. Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ)
21. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
22. Universidade Federal do Paraná (UFPR)
23. Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
24. Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)
25. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
26. Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha Mucuri (UFVJM)
27. Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
28. Instituto Federal do Piauí
29. Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
30. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
31. Universidade do Vale do São Francisco (Juazeiro) (Univasf)
32. Universidade Federal de Goiás (Catalão e Jataí) (UFG)
33. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
34. Universidade Federal do Acre (UFAC)
35. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
36. Universidade Federal do Rondônia (Unir)
37. Universidade de Brasília (UnB)
38. Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
39. Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
40. Universidade Federal de Alfenas (Unifal)
41. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
42. Universidade Federal Fluminense (UFF)
43. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
44. Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais
45. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
46. Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
47. Universidade Federal do Tocantins (UFT)
48. Universidade Federal da Bahia (UFBA)
49. Universidade de Integração Latino Americana (Unila)
50. Universidade Federal do ABC (UFABC)
51. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefef-RJ)

Fonte: Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes-SN), balanço de 5/6

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.