Unirio investiga preenchimento irregular de vaga em Nutrição

Na semana passada, universidade abriu sindicância para apurar suposta venda na Escola de Medicina e Cirurgia

iG Rio de Janeiro |

Uma semana depois da denúncia de preenchimento irregular de vagas no curso de Medicina , a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) investiga agora um caso semelhante na Escola de Nutrição . Uma aluna ingressou na instituição de ensino no segundo semestre de 2010, sem usar a nota do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), critério único de seleção na Unirio.

Relembre: Sindicância apura suposta venda de vagas do curso de Medicina na Unirio

Marcelo Piu / Agência O Globo
Fachada da Escola de Medicina e Cirurgia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
De acordo com reportagem do jornal “O Globo” veiculada nesta segunda-feira (12), a estudante trancou todas as disciplinas no primeiro período, o que é proibido pelas normas da universidade. Ela só começou a frequentar as aulas do curso de Nutrição no primeiro semestre de 2011 e sumiu após a secretaria pedir três vezes a sua documentação.

A fraude foi percebida ao constatar um aumento sem explicações no curso de 57 para 58 alunos. Para a reitoria da Unirio, esse novo caso não tem relação com a suposta venda de vagas na Escola de Medicina e Cirurgia (EMC).

Em nota enviada nesta segunda-feira (16), a Unirio informa que a nova irregularidade foi constatada no último dia 26 de março. Uma comissão de sindicância foi instaurada para apurar os fatos e o prazo para conclusão dos trabalhos é de até 30 dias, prorrogável por mais trinta. Como na denúncia do curso de Medicina, essa nova irregularidade também será encaminhada para a Polícia Federal.

Ainda hoje, a comissão vai ouvir a alta direção da Escola de Nutrição. “Com base nesses depoimentos, a comissão pretende esclarecer detalhes da denúncia, bem como definir quem será ouvido nos próximos dias e que medidas internas poderão ser tomadas”, informa o comunicado.

Com as recentes denúncias, o reitor da Unirio, Luiz Pedro San Gil Jutuca, determinou nesta segunda-feira a abertura de uma licitação, em caráter emergencial, para contratação de empresa que fará uma auditoria externa do Sistema de Informações para o Ensino (SIE) da universidade.

Jutuca também solicitou aos diretores das Escolas, Faculdades e Institutos da Unirio informações sobre a situação acadêmica dos alunos ingressantes a partir de 2009. O prazo final para encaminhamento das informações é o dia 20 de abril.

    Leia tudo sobre: uniriomedicinanutriçãosisufraude

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG