O mito da sexta-feira 13 na cultura

Como o cinema e a música se apropriaram da má fama da data

iG São Paulo | 13/05/2011 13:01

Compartilhar:

Foto: Divulgação

O assassino Jason personificou como ninguém o medo causado pela data na série de filmes "Sexta-Feira 13"

Este 13 de maio de 2011 torna-se uma data singular por ser a única sexta-feira 13 do ano. A mítica data povoa a cultura pop com lendas e superstições.

Não é fácil explicar o motivo pelo qual muitos temem as sextas-feiras 13. As histórias mais conhecidas envolvem a crucificação de Jesus Cristo, que teria ocorrido numa sexta-feira após uma ceia com 13 pessoas - os doze apóstolos e o próprio Jesus -, e um conto da mitologia nórdica, em que um jantar para doze deuses foi invadido por Loki, o espírito da discórdia, e resultou na morte de Balder, divindade da Justiça.

De volta ao cristianismo, historiadores apontam o 13 de outubro de 1307, uma sexta-feira, como o dia em que o rei francês Filipe 4 declarou ilegal a Ordem dos Templários, cujos membros foram torturados e mortos por heresia.

Além das crenças antigas, a propagação do doze como número completo, utilizado para medir os meses, signos do Zodíaco e tribos de Israel, desvalorizou o 13, cujo medo irracional causado nas pessoas ganhou o pomposo nome de triscaidecafobia - e, no caso do temor da própria sexta-feira 13, parascavedecatriafobia.

Seja qual for a versão oficial, o que importa é que seu efeito assusta e seduz a nossa imaginação. Seu mau agouro serve como inspiração para a produção de filmes e músicas no intuito de entreter e assustar.

Foto: Reprodução

Black Sabbath: banda usou a data para lançar disco

O mais famoso representante dessa leva é a série de filmes "Sexta-Feira 13", que conta a história do assassino Jason Voorhees, que após morrer afogado ainda jovem, volta para assombrar aqueles que se aventuram pela colônia de férias Crystal Lake.

Apesar das dezenas de tiros, facadas e machadadas, o deformado psicopata, que esconde seu rosto por trás de uma máscara de hockey, sempre sobrevive para mais uma sessão de assassinatos. A lenda ainda afirma que Jason, não por acaso, nasceu em 13 de junho de 1946, uma sexta-feira.

Não existe estatística que comprove que os nascidos em sextas-feiras 13 são azarados ou potencialmente perigosos, mas a lista de celebridades inclui o escritor irlandês Samuel Beckett, o ditador cubano Fidel Castro e as atrizes gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen.

Entre os célebres mortos na data estão o rapper Tupac Shakur e parte dos tripulantes do vôo Força Aérea Uruguaia 571, que caiu na Cordilheira dos Andes em 13 de outubro de 1972 - a histórias dos sobreviventes do acidente, que tiveram de praticar canibalismo para não morrer de fome, é tema do filme "Vivos", dirigido por Frank Marshall em 1993.

Apesar de ter inspirado bandas pouco conhecidas, como Royal Crown Revue, Wardance, Atomic Rooster e Evil Army, a data foi utilizada pelos integrantes do Black Sabbath para o lançamento de seu primeiro álbum, em 13 de fevereiro de 1970.

Outros que também fizeram uso de sextas-feiras 13 para divulgar seus trabalhos foram o escritor Lemony Snicket, que aproveitou a data para lançar o 13º livro de suas "Desventuras em Série", e a produtora de jogos Capcom, que aproveitou o dia para colocar no mercado o game de zumbis "Resident Evil 5".

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo