Daniel: "Se pudesse voltar no tempo, não faria comercial de cueca de novo"

Aos 43 anos, cantor lança "Pra Ser Feliz" e acha estranho ser visto como símbolo sexual

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Divulgação
Daniel
Aos 43 anos de idade e 30 de carreira, Daniel garante que tem poucos arrependimentos. O único remorso, segundo ele, é ter feito, no final dos anos 1990, uma propaganda de cueca. Na época, sua imagem usando apenas roupa de baixo estava em outdoors espalhados por todo o país.

"Se pudesse voltar no tempo, não faria de novo", afirma, em entrevista ao iG . "Era meio estranho. Às vezes estava dirigindo meu carro e, de repente, lá estava eu de cueca na traseira de um ônibus. Até me assustava", ri.

Até hoje ele acha estranho ser visto como símbolo sexual. "Existe gosto para tudo", brinca. "Eu sei que existem mulheres que me veem assim e eu não vou negar que isso fortalece o ego. Mas acho que hoje, mais do que nunca, eu sou visto como cantor e não como símbolo sexual", diz.

Ele acaba de lançar seu 17º disco solo, intitulado "Pra Ser Feliz". O nome tem muito a ver com o atual momento da carreira do cantor. Casado, pai de uma filha e com outra a caminho (o nome já foi escolhido: Luiza), Daniel está mesmo feliz.

"Meu momento é de pura satisfação, e as músicas do novo disco refletem isso", explica. Muitas dessas canções ele já conhecia há um bom tempo, mas só decidiu gravar agora. "'Não Ama Quem Te Ama', por exemplo, já está comigo há quatro anos. 'Filho do Mato' e 'Embora' também são velhas conhecidas", conta.

Veja letras e ouça músicas de Daniel

Divulgação
Capa do disco "Pra Ser Feliz"
O repertório também inclui "Do Fundo do Meu Coração", música de Roberto e Erasmo Carlos que Daniel já havia cantado no show "Emoções Sertanejas".

A expectativa do cantor é vender 100 mil cópias do novo trabalho. O número parece pequeno para quem já bateu a marca de 1 milhão de discos, mas, para Daniel, o mercado hoje é muito diferente do de dez anos atrás.

"Atualmente, só um fenômeno como a Paula Fernandes consegue chegar a 1 milhão", diz. "Chegar a 100 mil cópias hoje já é uma grande marca. Eu sou muito realista."

Para o ano que vem, o plano é lançar um DVD comemorativo de seus 30 anos de carreira - 14 em dupla com João Paulo e 16 solo. Não está descartada a possibilidade de esse DVD ser uma quarta parte do projeto "Meu Reino Encantado", série de discos em que Daniel revisita clássicos da música sertaneja.

Por enquanto, Daniel não pensa em voltar a atuar. Em 2009, ele estrelou o filme "Menino da Porteira" e trabalhou na novela "Paraíso". "Minha prioridade agora é cantar. Mas é lógico que, se receber um convite, eu vou avaliar. Mas não estou atrás de nada."

Veja letras e ouça músicas de Daniel

    Leia tudo sobre: DanielSertanejoMúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG