Michael Sullivan: "O tempo é quem diz se uma canção é grandiosa ou não"

Por Susan Souza , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Compositor lança o disco "Mais Forte que o Tempo" e fala ao iG sobre os segredos para fazer uma música de sucesso

É quase impossível que os ouvidos dos brasileiros não identifiquem, logo em uma primeira audição, alguma música composta pelo cantor e produtor musical pernambucano Michael Sullivan.

Michael Sullivan. Foto: Leo Aversa/DivulgaçãoMichael Sullivan. Foto: Leo Aversa/Divulgação

Com Paulo Massadas, formou uma parceria famosa nos anos 1980 e 1990. A dupla "Sullivan e Massadas" compôs faixas que já completaram a maioridade e que, até os dias de hoje, continuam a ser lembradas em festas de casamento, formaturas, karaokês e nos shows de muitos artistas nacionais.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Whisky a Go-Go", gravada pelo Roupa Nova, "Abandonada", por Fafá de Belém, e "Me Dê Motivo", popularizada por Tim Maia em 1983, são essenciais para entender o trabalho do compositor. A faixa "Me Dê Motivo", inclusive, é considerada a canção que fez a dupla ficar famosa e requisitada na época.

Leia mais: Como nasce um hit musical? Compositores de sucesso explicam o segredo

Ao todo, Sullivan contabiliza 1.440 canções gravadas - ele afirma ter escrito "mais de 2.500". Entre tantas opções, é a faixa "Um Dia de Domingo", gravada por Tim Maia e Gal Costa em 1985, que o deixa mais orgulhoso. "É a mais revisitada do meu catálogo, a que mais respeito", conta o compositor ao iG.

Algumas de suas canções mais famosas estão no projeto "Mais Forte que o Tempo", que faz uma retrospectiva de sua carreira com arranjos renovados. "Eu me preparei muito para esse projeto, porque é uma resposta contemporânea à minha obra."

O disco traz cantores como Adriana Calcanhoto ("Me Dê Motivo"), Ney Matogrosso ("Amor Perfeito"), Alice Caymmi ("Abandonada"), Carlinhos Brown ("Whisky a Go Go"), Gal Costa e Tim Maia ("Um Dia de Domingo) e Anayle Lima em parceria com Sullivan ("Entre Nós").

"Todo mundo pensa que a minha música parou, mas não. Esse projeto mostra isso, porque tenho ouvido muitas coisas e criado novos caminhos dentro da canção", explica o cantor de 63 anos, 49 deles dedicados à música.

Além de divulgar o novo projeto, o compositor quer sair com a turnê "Bailão do Sullivan", que fará uma retrospectiva mais aprofundada de sua carreira.

Sullivan também disse que pretende transformar o projeto "Mais Forte que o Tempo" em DVD, além de lançar um trabalho de inéditas para 2015. As músicas novas devem ser gravadas pelo próprio e por "gente nova no mercado", promete.

Os segredos para fazer uma música de sucesso têm raíz na experiência de vida e em "não ter preconceitos", conta. "Sou um cara plural, ouvi de tudo na minha vida, cantei de tudo nos bares, produzi vários artistas. Não tenho preconceito e nem conceito com a música. O tempo é que diz se uma canção é grandiosa ou não."

Leia tudo sobre: composiçãomichael sullivanmúsicaentrevista

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas