Boybands: quem se deu bem e quem se deu mal

Conheça os casos de sucesso e de fracasso de integrantes de grupos como Menudo, New Kids on the Block e 'N Sync

iG São Paulo | - Atualizada às

A boyband New Kids on the Block se apresenta no HSBC Brasil, em São Paulo, neste domingo (17; veja informações ao final do texto ). Formada pelos cantores Jordan e Jonathan Knight, Joey McIntyre, Donnie Wahlberg e Danny Wood, a banda fez enorme sucesso entre o final dos anos 1980 e o início dos anos 1990.

O grupo se separou em 1994 e retornou para shows em 2008. E lançaram, um disco em 2011, em parceria com outra boyband, Backstreet Boys.

A história do grupo de cinco rapazes que alcança o sucesso e anos mais tarde se separa não é novidade. Antes e depois do fim do New Kids on the Block, o mercado acompanhou a formação e o fim de grupos como Menudo, Take That, Backstreet Boys, 'N Sync e Five.

O desfecho de todos foi semelhante: a separação seguida da tentativa de alguns integrantes decolarem em carreira solo. E posteriormente uma reunião, que nem sempre é definitiva.

Entre os casos de artistas que foram bem-sucedidos fora de suas boybands, os destaques são Ricky Martin, Robbie Williams e Justin Timberlake - respectivamente, ex-integrantes de Menudo, Take That e 'N Sync.

Getty Images
O cantor Ricky Martin

Ricky Martin fez parte do Menudo entre 1984 e 1989. Ele lançou o primeiro disco solo, "Ricky Martin", em 1991. Em duas décadas de carreira, grvou nove álbuns, que ultrapassaram a marca de 22 milhões de cópias vendidas.

Siga o iG Cultura no Twitter

Já o britânico Robbie Williams foi expulso de sua banda, a Take That, após cinco anos no grupo. O abuso de álcool e drogas ocasionou a sua saída.

Mas Williams deu a volta por cima. Em sua carreira solo, bateu a marca de 70 milhões de álbuns vendidos.

Williams voltou a gravar com o Take That em 2010, mas não abandonou sua bem-sucedida carreira solo.

O cantor Justin Timberlake  não perdeu tempo. Em 2002, mesmo ano em que a boyband 'N Sync anunciou um recesso, ele lançou seu primeiro trabalho solo, "Justified". Além de ganhar quatro prêmios Grammy, Justin iniciou uma elogiosa carreira no cinema: atuou em filmes como "A Rede Social" (2010) e "Amizade Colorida" (2011).

Diferentemente do que houve com Ricky Martin e Justin Timberlake, a maioria dos ex-integrantes de boybands não consegue repetir, em suas carreiras solo, o sucesso que tinham quando faziam parte dos grupos. No New Kids on the Block isso aconteceu com Jordan Knight, Joey McIntyre e Danny Wood - com pelo menos três álbuns lançados cada um, nenhum conseguiu arranhar o volume de vendas do grupo.

Leia também: Seguranças são proibidos de pedir autógrafos ao New Kids on the Block

Getty Images
Justin Timberlake e JC Chasez, ex-integrantes da boyband 'N Sync

Apesar de elogiado pelo ex-companheiro do 'N Sync, Justin Timberlake, o cantor J.C. Chasez não teve a mesma sorte que o amigo ao lançar seus dois discos, "Schizophrenic" (2004) e "The Story of Kate" (2007). As baixas vendas vão de encontro à afirmação de Timberlake, de que a voz de JC seria "a melhor entre os membros de todas as boybands".

Outros integrantes de boybands que lançaram álbuns solo mas não conseguiram brilhar sozinhos são: Mark Owen (Take That), Abs Love (Five), Brian Littrell (Backstreet Boys), A. J. McLean (Backstreet Boys), Howie Dorough (Backstreet Boys) e Nick Carter (Backstreet Boys).

New Kids on the Block
HSBC Brasil (r. Bragança Paulista, 1.281, São Paulo)
Domingo (17/8), às 20h30
Ingressos: R$ 160 a R$ 280
www.ingressorapido.com.br

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG