Morte de Andy Warhol completa 25 anos

Celebrado artista é relembrado com mega-exposição em museu de Frankfurt

iG São Paulo com EFE |

Reprodução
'Daily News', de Andy Warhol
Há 25 anos, em 22 de fevereiro de 1987, morria Andy Warhol, um dos mais influentes artistas do século 20.

Nascido em 6 de agosto de 1928 em Pittsburgh, Warhol tornou-se o principal nome da pop art ao discutir as intrincadas relações entre elementos da cultura popular, da propaganda e do universo das celebridades.

Em seus filmes e vídeos, Warhol explorava os limites entre ficção e realidade - um exemplo é "Empire", de 1964, que é feito de oito horas de filmagem em câmera lenta do Empire State Building.

Leia também: O olhar cinematográfico de Andy Warhol

Warhol colocava seu olhar sobre a indústria da fama e dos meios de comunicação. Em 1968, disse: "No futuro, todos terão 15 minutos de fama". A frase continua a ser repetida até hoje.

Warhol transformou em arte as mais variadas matérias-primas: latas de sopa Campbell, garrafas de Coca-Cola. Figuras como Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor e Jackie Kennedy inspiraram alguns de seus mais conhecidos trabalhos .

As obras de Warhol estão entre as mais comercializadas no mercado de arte contemporânea. é exposto constantemente em museus e galerias de todo o mundo. Uma das mais importantes instituições de arte da Europa, o Museu de Arte Moderna de Frankfurt apresenta uma mega-exposição que esmiúça a influência dos meios de comunicação de massa na obra do artista.

Intitulada "Warhol: Headlines", a mostra exibe obras nas quais o criador da pop art utilizou manchetes de jornais para criticar os meios de comunicação de massa. A exposição viaja depois para Roma e Pittsburgh.

Veja: Mais do que 15 minutos de fama: a Warhol TV está “no ar”

Reprodução
Trabalho da série 'Daily News', de Andy Warhol
O interesse de Andy Warhol pelas manchetes de jornais remete ao tempo em que ele era desenhista gráfico e publicitário em Nova York nos anos 1950. Warhol, que disse que "nunca lê, só olha imagens", colecionava histórias em quadrinhos e recortes de jornais e revistas.

Entre as obras da exposição em Frankfurt, se encontra "Daily News" (1962), um quadro pintado a mão. Nele, o artista investiga a função social dos meios de comunicação de massa.

A exposição também inclui obras de grande porte, como uma formada por capas da revista "Bunte", chamada "Magazine & History"(1983), e outras duas feitas em parceria com Jean-Michel Basquiat.

Entre pinturas, desenhos, gravuras, fotografias, esculturas e vídeos, as obras da exposição também abordam outros temas, como personalidades famosas, a morte, as catástrofes e os eventos contemporâneos, temas retirados dos próprios meios de comunicação. "Acho que a imprensa é uma arte", chegou a dizer Warhol.

Leia mais: Autorretrato inédito de Andy Warhol é exposto

Em 1987, um dia após passar por uma cirurgia na vesícula biliar, Warhol morreu em hospital em Nova York devido a um problema no coração.

    Leia tudo sobre: Andy Warholarte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG