Warner quer tirar o mágico Mandrake do papel

Impulsionado pelo sucesso de "Sherlock Holmes", estúdio adquiriu os direitos do personagem das HQs

iG São Paulo |

O estúdio Warner Bros adquiriu os direitos de adaptação do personagem das histórias em quadrinhos Mandrake. De acordo com o Hollywood Reporter, o objetivo é modernizar o mágico repetindo a fórmula utilizada na franquia "Sherlock Holmes", cujo mais recente filme, "O Jogo de Sombras" , rendeu US$ 521 milhões (R$ 945 milhões) em bilheteria (quatro vezes o valor de seu orçamento).

Siga o iG Cultura no Twitter

Criado em 1934 pelo cartunista Lee Falk, Mandrake é um mágico ilusionista que consegue hipnotizar as pessoas instantaneamente. Acompanhado pelo brutamontes africano Lothar, ele enfrentou em suas histórias uma enorme variedade de inimigos, passado por gângster, alienígenas e até seu irmão gêmeo malvado.

Essa não é a primeira vez que um estúdio tenta adaptar o personagem ao cinema. Nos anos 1960 o cineasta italiano Federico Fellini, amigo de Falk, revelou interesse em filmar a história de Mandrake, mas o projeto nunca decolou. Já nos anos 1980 o diretor Michael Almereyda foi contratado pela Embassy Pictures para escrever o roteiro de "Mandrake, o Mágico". Novamente a produção foi abandonada.

Em 2007 foi a vez das produtoras Baldwin Entertainment Group e Hyde Park Entertainment anunciarem a adaptação. O filme, que teria Mimi Leder na direção e Jonathan Rhys Meyers no papel principal, nunca saiu do papel.

    Leia tudo sobre: mandrakecinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG