Mostra Internacional de São Paulo "encolhe" em 2011

Organização decide exibir apenas filmes inéditos no país e reduz número de selecionados

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

Em sua 35ª edição, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo vai mudar. Pela primeira vez, só serão exibidos no evento, entre 21 de outubro e 3 de novembro, filmes estrageiros inéditos no país. Ficam de fora, portanto, produções esperadas que atualmente integram a programação do Festival do Rio . Com a nova diretriz, o total de longas cai de mais de 400 para um número entre 250 e 300.

Divulgação
Mauricio de Sousa assina arte da Mostra 2011
É, na verdade, um ano atípico para a Mostra. O diretor e fundador do festival, Leon Cakoff, que desde o fim de 2010 luta contra um câncer, está internado há semanas para tratamento. Coube a sua mulher, Renata Almeida, tomar as rédeas do evento e apresentar a Mostra 2011 para a imprensa neste sábado (08). Em mais de um momento ela se emocionou e segurou as lágrimas.

Renata disse que a decisão pelo ineditismo partiu de Cakoff e está relacionada ao próprio histórico da mostra, já que "uma edição nunca é igual à outra". Segundo ela, o festival recebia críticas no passado por seu gigantismo e que a maioria dos festivais fora do Brasil adota essa regra para compor sua seleção.

"É uma experiência corajosa, que podia dar errado, mas não deu", afirmou. "Prova, na verdade, o prestígio que a Mostra tem no exterior."

Entre os filmes já confirmados estão "Fausto", de Alexander Sokurov, vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza ; "O Garoto da Bicicleta" , dos irmãos Dardenne, a atração da abertura, e "Era Uma Vez na Anatólia" , de Nuri Bilge Ceylan, que dividiram o Grande Prêmio do Júri em Cannes; "Habemus Papam" , de Nanni Moretti; "This Is Not a Film" , do cineasta iraniano Jafar Panahi; "A Ilusão Cômica", de Mathieu Amalric; "O Futuro" , de Miranda July; "Caverna dos Sonhos Esquecidos", documentário em 3D de Werner Herzog ; "Frango com Ameixas" , da quadrinista Marjane Satrapi; e o grego "Attenberg" .

Os filmes brasileiros só precisam ser inéditos em São Paulo, portanto aqueles que passaram pelo Festival do Rio podem entrar na programação. É o caso, por exemplo, de "Amanhã Nunca Mais" , de Tadeu Jungle, "Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Lindos Lábios" , de Beto Brant, "As Canções", de Eduardo Coutinho, e de "Girimunho" e "Histórias que Só Existem Quando Lembradas" , exibidos recentemente em Veneza.

Um reflexo prático do menor número de longas na programação é o aumento do número de sessões: cada filme deve ser exibido ao menos quatro vezes, dependendo das negociações com a produtora internacional.

Divulgação
"Fausto", do diretor russo Alexander Sokurov, vencedor do Festival de Veneza
Lembrando Kubrick e Scorsese

Se o total de produções inéditas diminuiu, o mesmo não se pode dizer de clássicos restaurados. Cópias novas em folha de "Taxi Driver" , de Martin Scorsese, "1900", de Bernardo Bertolucci, e "Laranja Mecânica" , de Stanley Kubrick, vão desembarcar no país. Marcando o centenário de Nino Rota, serão exibidos "A Doce Vida", de Federico Fellini, e "O Leopardo", de Luchino Visconti.

Divulgação
"Laranja Mecânica": cópia nova, documentário e vinda de produtor de Stanley Kubrick
No caso de "Laranja Mecânica", ainda será projetado o documentário "Era Uma Vez", sobre o impacto da estreia do filme há 40 anos, e o produtor Jan Harlan, cunhado e parceiro de Kubrick em seus últimos filmes, vem a São Paulo para falar sobre a carreira do diretor.

Quanto a Scorsese, será lançado durante a Mostra "Conversas com Scorsese", livro de entrevistas que repassa a carreira do cineasta. O autor, Richard Schinkel, famoso por biografias de Clint Eastwood, Charlie Chaplin e Elia Kazan, entre outros realizadores, estará na capital paulista.

Três retrospectivas estão previstas na programação: do diretor hollywoodiano Elia Kazan ("Sindicato dos Ladrões", "Uma Rua Chamada Pecado", "A Luz É para Todos"), cuja viúva vem ao Brasil; o celebrado Sergei Paradjnov, que, além da retrospectiva, ganha exposição no MIS; e o pouco conhecido russo Aleksei German.

O cartaz da Mostra 2011 é assinado por Mauricio de Sousa, que usou seu primeiro personagem em quadrinhos, o homem das cavernas Piteco.

Já o prêmio Humanidade, entre em edições anteriores a personalidades do cinema, ficará nas mãos de Atom Egoyan ("O Preço da Traição", "Exótica"), canadense de origem armênia. Indicado ao Oscar por "O Doce Amanhã" (97), Egoyan, que já assinou a arte de um dos cartazes da Mostra, vai ministrar em São Paulo uma aula especial e participar do júri da competição de novos diretores, ao lado de Jorge Furtado, do francês Frédéric Boyer, responsável pela Quinzena dos Realizadores em Cannes, do diretor africano Mahamat Saleh Haroun ( "Um Homem que Grita" ), e da roteirista francesa Elisabeth Perceval.

Egoyan também é um dos diretores de "Mundo Invisível", novo filme produzido pela Mostra, a exemplo de "Bem-Vindo a São Paulo". Aproveitando os convidados que passam pelo evento, Renata e Cakoff colocaram nas mãos deles uma câmera, uma sugestão – nesse caso, invisibilidade – muita liberdade. O resultado, com curtas dirigidos por Wim Wenders, Theo Angelopoulos, entre outros, será conferido na estreia do filme durante o festival.

Serviço – 35ª Mostra de Cinema de São Paulo
De 21 de outubro e 3 de novembro de 2011

Central da Mostra: Conjunto Nacional (Paulista, 2073)
Aberta de 10 a 14 de outubro, para informações, das 12h às 18h. De 15 de outubro a 03 de novembro, das 10h às 21h, para credenciamento e vendas de pacotes e permanentes.

Valores de permanentes e pacotes promocionais
Permanente integral: R$ 390
Permanente integrante Folha: R$ 331,50
Permanente especial: R$ 90
Permanente especial Folha: R$ 76,50
Pacote de 40 ingressos: R$ 285
Pacote de 20 ingressos: R$ 165

Ingressos individuais (adquiridos somente no dia da sessão)
Segunda a quinta: R$ 14 / R$ 7 meia
Sexta a domingo: R$ 18 / R$ 9 meia

Vendas pela internet: Ingresso.com, com antecedência de quatro a um dia antes da sessão

    Leia tudo sobre: mostra de são paulocinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG