É a terceira multa que a agência dá à empresa pelo vazamento no campo de Frade, no litoral do Rio de Janeiro

Mancha de óleo, na bacia de Campos,  causado pelo vazamento de petróleo na plataforma da Chevron
Agência Brasil
Mancha de óleo, na bacia de Campos, causado pelo vazamento de petróleo na plataforma da Chevron
A petroleira americana Chevron foi autuada pela terceira vez pelo órgão regulador brasileiro em decorrência do vazamento do campo de Frade, na Bacia de Campos (RJ).

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) constatou que a empresa não cumpriu o plano de desenvolvimento do campo apresentado à reguladora.

Antes de perfurar poços, as petroleiras são obrigadas a apresentar planos à agência, com detalhes técnicos sobre operações a serem realizadas, como estudos geológicos e de perfurações de poços.

Em entrevista à Reuters na semana passada, a diretora da ANP Magda Chambriard disse que o projeto do poço perfurado teria funcionado perfeitamente não fosse uma falha que não havia sido comunicada à reguladora no mesmo projeto.

Leia também:
Chevron é multada em R$ 10 milhões por falha em sistema de emergência

PF indicia Chevron, Transocean e seus executivos por vazamento de óleo no Rio

MPF pede indenização de R$ 20 bilhões a Chevron
ANP identificou 10 infrações em campo da Chevron
"Chevron pode ser expulsa do Brasil", diz Lobão

A Chevron já havia sido autuada por não ter cumprido o plano de abandono do poço por onde vazou petróleo e também por ter omitido imagens solicitadas pela reguladora.

Procurada, a Chevron informou que vai se manifestar mais tarde sobre o tema.

O valor da multa da ANP ainda não foi revelado. O valor total das multas deve superar 100 milhões de reais. A ANP deve soltar ainda nesta sexta-feira uma nota com mais informações.

A empresa americana também foi notificada pela agência por não ter declarado a ocorrência de enxofre em um campo de produção.

Além das multas da ANP, a Chevron enfrenta ainda multas do Ibama, ação civil pública do estado do Rio de Janeiro, e inquérito apresentado pela Polícia Federal por causa do acidente no campo de Frade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.