Universidade do Colorado é a segunda instituição nesta semana a dar o alerta sobre perda de cobertura de gelo na região polar

AFP

 A cobertura de gelo no Ártico está derretendo a uma taxa surpreendentemente rápida e pode encolher ao seu menor nível em questão de semanas, à medida que as temperaturas do planeta subirem, alertaram cientistas americanos esta terça-feira (22).

Leia também:
Gelo no Ártico deve bater recorde negativo na semana que vem
Ártico tem aumento de espécies marinhas e baixa de aves
Perda de gelo no Ártico pode causar depósitos de mercúrio
Estrelas de Hollywood e celebridades defendem Ártico na Rio+20
Degelo no Ártico pode redesenhar mapa geopolítico global

Pesquisadores da Universidade do Colorado em Boulder disseram que a cobertura de gelo no verão ártico já se aproximava do menor nível registrado, mesmo antes do fim da temporada de degelo.

"Os números estão chegando e os estamos lendo com um sentimento de assombro", disse Mark Serreze, diretor do Centro de Dados Nacional de Gelo e Neve, vinculado à universidade.

"Se o degelo parasse agora, repentinamente, teríamos a terceira baixa no registro de satélites. Ainda temos outras duas semanas de degelo pela frente, então eu penso que muito provavelmente teremos um novo recorde", contou à AFP.

O recorde anterior foi registrado em 2007, quando a cobertura de gelo encolheu 4,25 milhões de quilômetros quadrados, causando espanto entre os cientistas que não tinham previsto um degelo dramático tão cedo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.