Brasil assume presidência da Rio+20 e busca solução para impasse até dia 19

País poderá alterar modelo informal de negociações, até aqui fracassado, e definir novos parâmetros para obter acordo antes da reunião de alto nível

Raphael Gomide iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

País-sede da Rio+20 , o Brasil vai assumir a presidência da conferência na noite desta sexta-feira (15) e terá de buscar uma solução para o impasse nas negociações - apenas 28% do texto está acordado.

Veja a cobertura completa da Rio+20

Caberá ao Brasil, então, definir os novos parâmetros e modelos de negociação para se chegar ao documento final antes do dia 19, véspera da chegada dos chefes de Estado e governo e nova data-limite para o encerramento dos trabalhos.

"Esta noite esperamos uma declaração da presidência (do Brasil), que vai detalhar o plano para os próximos três ou quatro dias, como pretende conduzir as negociações", afirmou Nikhil Seth, diretor de Desenvolvimento Sustentável da ONU e número 2 da Rio+20.

Leia também: Rio+20 empurra texto para véspera da chegada dos chefes de Estado

Para Seth, "é difícil prever como mudará" o atual modelo informal de trabalho, com a possibilidade de conversas até na hora do almoço, nos corredores, para se facilitar a chegada a um acordo. "O desejo do Brasil também é de que tudo ou quase tudo esteja resolvido até a chegada dos chefes de Estado, de modo que não haja nada para discussão para os chefes de Estado (em relação ao documento)."

    Leia tudo sobre: Rio+20Rio20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG