Estudo comprova: nicotina realmente tira a fome

Pesquisa de Yale detalha mecanismo cerebral por trás do ganho de peso de ex-fumantes

Alessandro Greco, especial para o iG São Paulo | 09/06/2011 15:50

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: Getty Images Ampliar

Mecanismo bioquímico que faz nicotina tirar a fome finalmente é desvendado

Não é novidade para ninguém que fumar inibe o apetite e que os fumantes ao pararem de dar suas tragadas tendem a engordar. O que os cientistas não sabiam até agora era o motivo que levava a este fenômeno. Mas um estudo divulgado nesta quinta-feira (9) mostra que tudo está no cérebro. Mais especificamente, em um grupo de neurônios do hipotálamo, região que é responsável por dizer ao corpo que ele já comeu o suficiente.

Curiosamente, a pesquisa original do grupo que fez a descoberta não tinha nada a ver com nicotina. O pesquisador Yann Mineur, da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, estava investigando uma potencial droga contra depressão que agia neste grupo de neurônios, quando percebeu que os camundongos que recebiam o medicamento comiam menos do que os que não recebiam. Em parceria com pesquisadores da Universidade de Carleton, do Canadá, e da Universidade do Hawai, ele decidiu investigar porquê.

Após uma série de experimentos também com camundongos, o grupo descobriu que a droga experimental ativava um grupo específico de receptores de nicotina, os α3β4 (receptores são como fechaduras na superfície da célula que recebem apenas um tipo de chave). Estes, por sua vez, disparavam o grupo de neurônios no hipotálamo chamado de proopiomelanocortina (POMC, no acrônimo em inglês) que dá a sensação de saciedade. “Não ficamos muito surpresos com a descoberta em si pois sabíamos que a nicotina podia diminuir o consumo de alimento em modelos animais e também em humanos. Não sabíamos, no entanto, quais caminhos celulares e moleculares estavam envolvidos neste processo.”, explicou Mineur ao iG.

A descoberta pode levar à criação de medicamentos para controlar o peso.”O trabalho mostra um mecanismo pelo qual é possível limitar o ganho de peso e o consumo de alimentos, em especial em pessoas que estão tentando parar de fumar. Adesivos de nicotina já são utilizados atualmente para quem quer parar de fumar. Compostos com perfis semelhantes poderiam ajudar a limitar o ganho de peso após a pessoa parar de fumar”, afirmou Mineur.

O próximo passo da pesquisa, agora, é descobrir porque a maioria do ex-fumantes ganha peso nos seis primeiros meses após abandonar o cigarro, e depois o perde.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Previsão do Tempo

CLIMATEMPO

Previsão Completa

  • Hoje
  • Amanhã
Ver de novo