Estação espacial corrigirá órbita para desviar de lixo espacial

Para evitar colisões, a altura média da estação será elevada em 1,5 quilômetros

EFE |

A Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) corrigirá sua órbita às 14h10 (horário de Brasília) desta sexta-feira (13) para evitar a colisão com um fragmento do satélite americano Iridium-33, antecipou o Centro de Controle de Voos Espaciais (CCVE) russo.

"A correção da órbita será realizada com os propulsores do módulo de serviço Zvezda, que funcionarão durante 54 segundos e aumentarão a velocidade da estação em 0,85 metros por segundo. Como resultado, a altura média da estação será elevada em 1,5 quilômetros", explicou o CCVE em uma nota à imprensa.

Leia mais:
Lixo espacial passou a 250 metros da ISS
Nasa deve aprimorar o manejo do lixo espacial, alerta estudo

A manobra desta sexta-feira para desviar do lixo espacial permitirá que a ISS não tenha que corrigir sua órbita no dia 18 de janeiro, como estava previsto inicialmente.

Os destroços do satélite americano Iridium-33 se esparramaram pela órbita terrestre em 10 de fevereiro de 2009, depois que se chocou com o já abandonado satélite militar russo Kosmos-2251, o que fez com que ambos os aparatos se partissem em mais de mil fragmentos, segundo a Nasa.

Leia também: Rússia prevê que destroços da sonda Phobos-Grunt cairão até segunda-feira

A tripulação atual da ISS é composta por seis astronautas: os russos Oleg Kononenko, Anton Shkaplerov e Anatoli Ivanishin; os americanos Donald Pettit e Daniel Burbank, e o holandês André Kuipers, da Agência Espacial Europeia.

    Leia tudo sobre: espaçorússialixo espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG