Sonda da Nasa capta imagens de forte explosão solar

Explosão de 31 de agosto formou arcos de gás de 800 mil quilômetros de extensão e criou auroras na Terra

BBC | - Atualizada às

BBC

NASA/SDO/AIA/GSFC
Imagens mostram momento em que um filamento de gás se desprende da superfície solar

Novas imagens divulgadas pelo Observatório de Dinâmica Solar da Nasa mostram uma violenta tempestade no sol, que criou uma aurora boreal na Terra.

As fotos, que foram feitas com diferentes comprimentos de onda de luz ultravioleta extrema, mostram filamentos de gás solar formando arcos se estendendo cerca de 800 mil quilômetros acima da superfície no dia 31 de agosto.

Leia também:
Aurora boreal fica mais intensa por causa de forte tempestade solar
Nasa divulga imagens de aurora boreal no Hemisfério Norte
Tempestades solares podem causar catástrofes mundiais
Calmaria no Sol: manchas solares devem desaparecer em 2020
Cientistas criam métodos de detecção de atividade solar

O fenômeno ocorre quando uma erupção provocada por forças magnéticas instáveis no sol lança plasma - gás aquecido composto de hidrogênio e hélio carregados de eletricidade - no espaço.

NASA/SDO/AIA/GSFC
Filamento de gás produzido pela explosão, visto em detalhe

Efeito na Terra
De acordo com a agência, estas erupções são provocadas pelo "fechamento" dos fortes campos magnéticos presentes na atmosfera solar, chamada de corona. "Quando estes campos estão fechados, geralmente acima de grupos de manchas solares, a atmosfera solar confinada pode, de repente e violentamente, liberar bolhas de gás e campos magnéticos chamados de ejeção de massa coronal", explicam os cientistas.

Uma grande quantidade de massa coronal pode acelerar milhões de quilômetros por hora em explosões no espaço e entrar em contato com a atmosfera de outros planetas.

A Nasa diz que o gás lançado pela explosão do dia 31 de agosto chegou ao campo magnético da Terra, provocando uma aurora no céu do norte do Canadá na noite de segunda-feira.

Cortesia de David Cartier Sr/Nasa
Erupção no sol causou uma aurora boreal no norte do Canadá


    Leia tudo sobre: tempestade solarsolerupçãoaurora

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG