Polícia vai usar bafômetros nas saídas de São Paulo

Operação contará com 1 mil dispositivos espalhados pela rodovias paulistas; verão 2012 será o mais vigiados da história

AE |

selo

O verão 2012 será o mais vigiado da história das rodovias paulistas. Além de radares fixos e bafômetros, a Polícia Militar Rodoviária terá tablets conectados à internet para passar informações aos policiais e, pela primeira vez, aparelhos embarcados nas viaturas que leem as placas de carros e checam se estão com a documentação em dia.

Irregularidades: Radares flagram mais de 44 mil veículos com licenciamento vencido

Somando radares fixos, móveis, tablets e bafômetros, o "arsenal tecnológico" terá cerca de 1.100 dispositivos espalhados pelos 22 mil quilômetros de rodovias estaduais. Todas as saídas da capital terão agentes com bafômetros. São 117 aparelhos, segundo o primeiro tenente Moacir Mathias, porta-voz do Comando de Policiamento Rodoviário de São Paulo. 

Além dos aparelhos comuns, agentes usarão cinco dos chamados "etilômetros passivos" - bafômetros que detectam se o motorista bebeu sem a necessidade de ele assoprar o aparelho. A compra de mais bafômetros desse tipo ainda depende do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), segundo a Polícia Rodoviária, que não divulgou em que locais eles serão utilizados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG