Mulher é encontrada sem os olhos e a pele do rosto em Mairiporã

Polícia investiga o crime e acredita que Geralda Lucia Guabiraba, de 54 anos, foi morta durante rituais de magia negra

iG São Paulo |

Reprodução / Futura Press
Polícia investiga morte de Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba
Uma mulher foi encontrada morta sem os olhos e a pele do rosto na madrugada de sábado na estrada Santa Inês de Mairiporã, na Grande São Paulo. De acordo com Secretaria de Segurança Pública (SSP), o corpo da dona de casa Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba, 54 anos, foi localizado com o rosto desfigurado a poucos metros do carro da família, um Chevrolet Tracker.

Segundo a Polícia Militar, o corpo foi encontrado às 3h27 em um ponto da estrada conhecido como Pedra da Macumba. O local é conhecido na região como ponto de prática de rituais de magia negra. No carro da família, a polícia encontrou os olhos e a pele de Geralda. Assim como seu corpo, os restos mortais foram encaminhados ao IML de Franco da Rocha para análise.

Ainda no interior do veículo, havia um copo de alumínio e uma garrafa plástica com uma substância esbranquiçada. “Isso será objeto de perícia, mas nós acreditamos que ela tenha sido sedada antes do cometimento do crime”, afirmou a delegada Cláudia Patrícia Dalvia, titular da Delegacia de Mairiporã.

Família foi mantida refém: Casa de prefeito de Mairiporã é assaltada

Acredita-se que a vítima tenha sido sedada momentos antes do crime. O caso é investigado pela delegacia da cidade e foi registrado como homicídio qualificado. Ninguém foi preso.

O computador usado por Geralda estava no apartamento onde a vítima morava com o marido, na zona norte da capital, e foi apreendido, assim como o telefone celular. “A suspeita que nós temos é que seja uma magia negra. Nós vamos esperar a perícia no computador”, completou a delegada. A Polícia Civil já está com as imagens do circuito interno do condomínio onde Geralda morava – ela saiu de casa pela última vez na sexta-feira (13) à noite.

A delegada titular de Delegacia de Mairiporã não divulgará a relação de pessoas que serão ouvidas pela polícia para não atrapalhar as investigações. O marido da vítima, segundo a delegada, está muito abalado, e seu depoimento ainda não tem data marcada.

    Leia tudo sobre: assassinatomairiporãpedra da macumba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG