Ciclista morre atropelada por ônibus na avenida Paulista

Equipe do helicóptero Águia da Polícia Militar chegou a ser acionada, mas a ciclista morreu no local

AE |

A ciclista Juliana Ingrid Dias, 33, morreu atropelada por um ônibus na avenida Paulista, próximo à rua Pamplona, na manhã desta sexta-feira, na capital paulista. O acidente aconteceu por volta das 9h40 e ela morreu no local.

Dias era bióloga do Hospital Sírio-Libanês. Segundo o hospital, ela exercia função de analista de laboratório no Banco Público de Sangue de Cordão Umbilical. O hospital disse, em nota, que "a direção, funcionários e amigos compartilham com a família o pesar pelo seu falecimento."

Manifestação: Ciclistas marcam protesto para esta sexta-feira em São Paulo

Diogo Moreira/Futura Press
Acidente ocorreu na região da estação do metrô Trianon Masp, sentido consolação em São Paulo
São Paulo:
Ciclista e pedestre morrem atropelados em São Paulo

Executivo da Lorenzetti morre atropelado após cair da bicicleta em SP
Ciclista morre após ser atropelado por ônibus em São Paulo
Metrô de São Paulo libera bicicleta nas escadas rolantes

Anderson Barbosa/Fotoarena/AE
Bicicleta e ônibus envolvidos no acidente
Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos quatro viaturas e uma equipe do helicóptero Águia, da Polícia Militar, chegaram a ser acionadas, mas a vítima já estava morta. O motorista do ônibus da companhia Via Sul, que fazia a Linha Sacomã-Pompéia 478-P-31, e testemunhas foram levados para o 78º DP, nos Jardins, para prestar depoimento.

Por conta do acidente, duas faixas da pista sentido Consolação foram interditadas, provocando congestionamento de cerca de 2 quilômetros na região . A pista foi liberada às 12h50. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), logo após a liberação, um outro pedestre foi atropelado no mesmo trecho, na altura do número 777, mas desta vez por uma motocicleta. Não há informação sobre o estado de saúde da vítima.

Grupos de cilcistas irão fazer uma manifestação nesta sexta-feira. Eles devem se reunir às 19h na praça do Ciclista, nome dado ao espaço de canteiro central da avenida Paulista situado entre as ruas Bela Cintra e Consolação.

Em janeiro de 2009, a cicloativista Márcia Regina de Andrade Prado, de 40 anos, foi atropelada por um ônibus na avenida Paulilsta, próximo ao cruzamento com alameda Campinas. Um memorial em lembrança a ciclista foi erguido na região.

No Ceará:
Ciclista de 60 anos é atropelado por carro e morre em Fortaleza
Ciclista de 66 anos morre atingido por pneu em rodovia

Rio Grande do Sul: Motorista atroela grupo de ciclistas no Rio Grande do Sul

Inglaterra: Motorista joga ônibus contra ciclista na Inglaterra. Assista!

* Com AE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG