Praias selvagens de Ilhabela, no litoral de São Paulo, podem virar área urbana

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Bonete e Castelhanos são praias famosas pelo excelente estado de conservação da Mata Atlântica remanescente

Agência Estado

A prefeitura de Ilhabela quer transformar as praias do Bonete e Castelhanos em zonas urbanas, o que permitiria a construção de casas de luxo, hotéis e outros empreendimentos imobiliários em dois dos mais famosos remanescentes de Mata Atlântica e cultura caiçara do litoral norte de São Paulo. 

Flickr/ Fernando
Com acesso por barco ou trilha, a tranquila Bonete, em Ilhabela (SP), tem quase um quilômetro de extensão


A reclassificação faz parte do novo mapa de zoneamento ecológico-econômico (ZEE) proposto pela administração municipal e aprovado na última reunião do Grupo Setorial de Coordenação do Gerenciamento Costeiro do Litoral Norte (Gerco), em 28 de junho. Moradores e várias organizações sociais se opõem à mudança.

Leia mais:
Estudo na Mata Atlântica comprova que ação humana resulta em árvores menores
Especialistas temem pressões sobre Mata Atlântica
Apenas 12% da área original da Mata Atlântica está preservada, diz IBGE

Localizadas no lado leste da ilha - que é voltado para o mar aberto -, Bonete e Castelhanos são famosas pelo ótimo estado de conservação de suas matas e pela cultura rústica das comunidades caiçaras que vivem ali, isoladas do ambiente urbano do outro lado da ilha - voltado para o canal de São Sebastião. 

A Praia do Bonete é acessível apenas via mar ou a pé, por uma trilha de 12 quilômetros. Já Castelhanos está conectada ao centro da cidade por uma estrada de terra tortuosa e lamacenta, com 22 km de extensão, que atravessa o Parque Estadual de Ilhabela e só é transitável por veículos off-road.

Ambas, atualmente, são classificadas como zonas rurais, categoria Z2. O fornecimento de energia é precário, não há sistema de esgoto, telefone nem água encanada. E o acesso a escolas e hospitais na cidade é difícil, por questões logísticas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: ilhabelaconservaçãomata atlântica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas