Policial André Peres foi assassinado no início da manhã, em seu dia de folga, na av. Corifeu de Azevedo Marques, no Butantã; ele estava na corporação havia 20 anos

Agência Estado

PM estava de folga quando foi morto no Butantã; circunstâncias da morte não foram divulgadas
Alex Falcão/Futura Press/AE
PM estava de folga quando foi morto no Butantã; circunstâncias da morte não foram divulgadas

Um soldado das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) foi morto a tiros nesta manhã, na avenida Corifeu de Azevedo Marques, no bairro do Butantã, zona oeste de São Paulo. A Polícia Militar informou que recebeu um chamado de homem ferido em via pública, às 5h56, e ao chegar ao local encontrou André Peres de Carvalho caído no chão.

Leia também:  Governo de São Paulo troca o comando da Rota

O soldado, que estava de folga, foi socorrido ao pronto-socorro do Hospital Universitário, da Universidade de São Paulo (USP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo a PM, Carvalho estava na corporação havia 20 anos e pertencia ao 1º Batalhão de Choque.

As circunstâncias do crime não foram informadas. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Ação em 'tribunal do crime':

Polícia encerra sessões de depoimentos sobre ação da Rota que matou nove em SP
Governo: 'Quem não reagiu está vivo', afirma Alckmin sobre ação da Rota

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.