Parada Gay interdita Paulista contra homofobia até a madrugada

Cerca de 4 milhões de pessoas são esperadas para evento que este ano pede kit nas escolas e criminalização da homofobia

iG São Paulo | - Atualizada às

Começou ao meio-dia a 16º Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, na Avenida Paulista. O evento causa interdições no trânsito desde a noite de sábado, que permanecerão até a madrugada de segunda-feira. São esperadas cerca de 4 milhões de pessoas.

- Veja imagens da festa:  Parada Gay de São Paulo colore Avenida Paulista

Futura Press
Limusine rosa choque cruza a paulista horas antes do início do evento

Leia também:
Brasil é destaque positivo no mapa gay de direitos
Mais de 3,8 mil pessoas vão trabalhar na segurança e limpeza da Parada Gay

Neste ano o tema do evento será “Homofobia Tem Cura: Educação e Criminalização! – Preconceito e Exclusão, fora de cogitação!”. A intenção é pressionar o governo para que aprove o polêmico kit contra homofobia nas escolas e a punição a crimes de ódio contra homossexuais.

AE
Parada Gay de 2011 no mesmo local. Evento é o segundo a atrair mais turistas para São Paulo










O evento atrai cerca de 400 mil turistas para São Paulo e recursos que só perdem para a Fórmula 1. Às 10h, o prefeito Giberto Kassab e o governador Geraldo Alckmin deram entrevista sobre o assunto no prédio da Fecomércio.

Veja abaixo as interdições deste domingo:

- Avenida Paulista, bloqueada, no sentido Consolação, entre as ruas Teixeira da Silva e Consolação; e no sentido Paraíso, entre a rua da Consolação e a avenida Brigadeiro Luis Antônio, permanecendo liberada a transposição de veículos pela avenida Brigadeiro Luis Antônio e rua Carlos Sampaio.

- A partir das 12h - Interdições na rua da Consolação, em ambos os sentidos, entre a alameda Santos e a avenida Ipiranga; e pista da esquerda, entre as avenidas Ipiranga e São Luis; na rua Rego Freitas, entre as ruas da Consolação e Major Sertório; e na avenida Ipiranga, entre a rua da Consolação e a avenida São Luis. 

A CET informou que haverá restrição de estacionamento, com implantação de cavaletes, nos eixos Cincinato Braga/São Carlos do Pinhal/Antônio Carlos, alameda Santos e rua Bela Cintra, no intuito de prover melhores condições ao trânsito.

A liberação das vias afetadas será agilizada ao ocorrer a passagem do último trio elétrico.

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar as alterações e orientar motoristas e usuários durante todo o período de interdição. A operação contará com 13 gestores de trânsito, 143 operadores de trânsito, 1420 cavaletes, 15 super cones, 60 cones, 83 faixas de orientação, 50 rolos de fita zebrada e 250m de gradis.

AE
Cerca de 4 milhões de pessoas participaram da Parada em 2011

Recomendações ao público feita pela CET:

- Respeite a sinalização;

- Dê preferência ao uso de transporte público (Metrô, ônibus e táxi), pois a oferta de vagas de estacionamento na via pública é limitada;

- Se necessitar pedir informações, proceda de forma a não atrapalhar a fluidez do trânsito;

- Não estacione em locais proibidos, frente a guias rebaixadas, em canteiros centrais, em fila dupla ou onde haja canalizações com cones e cavaletes;

- Não embarcar ou desembarcar em fila dupla ou afastado da calçada;

- Ao avistar a canalização de orientação na pista, reduza a velocidade dos veículos para maior segurança;

- Procure conhecer previamente as vias de acesso e locais para estacionamento;

- Caso não se dirija ao local, busque utilizar vias alternativas, evitando passar nas imediações do evento.

    Leia tudo sobre: parada gaylgbtparada do orgulho lgbttrânsito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG